Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Polícia descobre esquema ilegal que burlava o monitoramento de tornozeleiras eletrônicas

Advogada e agente penitenciário tinham relação mutuamente benéfica no esquema

JR na TV|

A polícia do Rio de Janeiro procura uma advogada envolvida num esquema usado para enganar o monitoramento por tornozeleiras eletrônicas. Simone de Melo Lodi, condenada pela morte do marido, usava uma tornozeleira eletrônica desde que passou pelo regime semiaberto; na delegacia, contou que havia pedido ao agente penitenciário Douglas Reis de Andrade para deixar o aparelho mais frouxo. Em troca, o servidor queria a indicação de clientes que desejassem a mesma regalia da advogada.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.