Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Biomédica é presa por morte de paciente após cirurgia estética em Divinópolis (MG)

Polícia diz que profissional não é autorizada a realizar procedimento; ela e auxiliar vão responder por homicídio doloso

Minas Gerais|Antonio Paulo, da Record TV Minas


Polícia ratificou a prisão da biomédica
Polícia ratificou a prisão da biomédica

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (09), uma biomédica, de 33 anos, durante investigação sobre a morte de uma paciente de 46 anos, após realização de cirurgia estética na cidade de Divinópolis, na região Centro-Oeste de Minas.

Para o delegado responsável pelo caso, a especialista praticou exercício ilegal da medicina na clínica, já que a formação dela não permite realização de procedimentos invasivos.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

A família de Iris Dorotea Nascimento Martins contou à polícia que a clínica não pediu exame de risco cirúrgico. Representantes do Conselho Regional de Medicina estiveram no local e confirmaram que Lorena Marcondes de Faria Malta, formada em biomedicina, "não poderia estar realizando procedimentos invasivos, com a utilização de cortes em suas clientes".

A clínica também não tinha autorização da vigilância sanitária para o funcionamento, informaram os investigadores. A biomédica foi levada para a delegacia da Polícia Civil, onde teve a prisão ratificada e foi encaminhada para o sistema prisional.

Publicidade

"Ela não poderia fazer esse procedimento, como ela realizou e a paciente veio a óbito, a biomédica deve responder homicídio doloso. A técnica de enfermagem também foi autuada e também responderá por homicídio doloso”, pontuou o delegado Marcelo Nunes Jr.

A reportagem procurou a defesa da biomédica mas ainda não obteve retorno. Também foi solicitado posicionamento do Conselho Regional de Medicina.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.