Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Chuva seguida de ventos fortes causa estragos em Juiz de Fora (MG)

Temporal durou apenas 30 minutos e não deixou vítimas; foi o segundo maior vendaval na cidade desde 2007 

Minas Gerais|Ricardo Vasconcelos, da Record TV Minas

Pontos de alagamento e um rastro de destruição por toda cidade
Pontos de alagamento e um rastro de destruição por toda cidade Pontos de alagamento e um rastro de destruição por toda cidade

Uma chuva de apenas 30 minutos com ventos de até 93,2 km/h causou uma série de estragos, na tarde desta quarta-feira (21), em Juiz de Fora, na Zona da Mata, a 255 km de Belo Horizonte. Apesar dos estragos, não houve vítimas.

De acordo com o Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), o volume de água acumulado durante a tempestade oscilou entre 21,32 milímetros e 42,35 milímetros. Nos pontos mais castigados da cidade, houve alagamentos, queda de estruturas, como muros, telhados e até uma cobertura de um ponto de ônibus. Além disso, muitas árvores caíram, algumas, sobre carros, deixando vários veículos destruídos.

Corpo de Bombeiros e Defesa Civil estiveram em vários pontos da cidade, para contabilizar os danos e socorrer vítimas ilhadas. Nesta quinta-feira (22), moradores e comerciantes ainda devem passar o dia calculando os prejuízos e limpando a sujeira. A prefeitura também colocou máquinas na rua para liberar vias interditadas.

Com a queda de árvores e telhas sobre a rede elétrica, vários pontos da cidade ficaram sem energia. Até a publicação desta reportagem a Cemig fazia manutenção no sistema.

Publicidade

Vendaval

De acordo com a prefeitura, este foi o segundo maior vendaval desde o ano de 2007, quando foi implantada a estação meteorológica automática na UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora). Naquela época, a cidade foi castigada com uma chuva com ventos de até 98,64 km/h.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.