Minas Gerais Cinco cidades de Minas Gerais cancelam comemorações de Carnaval devido às fortes chuvas

Cinco cidades de Minas Gerais cancelam comemorações de Carnaval devido às fortes chuvas

Algumas regiões decretaram estado de calamidade pública após estragos causados pelos temporais

Chuvas do mês de janeiro também causaram diversos estragos

Chuvas do mês de janeiro também causaram diversos estragos

EDU GARCIA/R7

Desde o início de fevereiro, os estragos causados pelas fortes chuvas em algumas cidades de Minas Gerais, têm obrigado as prefeituras a cancelarem as comemorações de Carnaval, que começam, oficialmente, no dia 18 de fevereiro. Alguns municípios da Zona da Mata decretaram estado de calamidade pública, e outras regiões estão em situação de alerta.

A Prefeitura de Ewbank da Câmara, a 226 km de Belo Horizonte, anunciou na segunda-feira (13) o cancelamento dos shows programados na cidade para as comemorações de Carnaval. Em nota, eles disseram que os esforços e recursos financeiros da Administração Municipal estarão voltados, agora, para o atendimento às vítimas das enchentes e recuperação das estruturas e dos prédios públicos que foram danificados.

Ainda na segunda-feira (13), a cidade de Formiga, a 167 km da capital mineira, também divulgou uma nota dizendo que está atuando para minimizar os impactos causados pelas fortes chuvas. A prefeitura da cidade publicou um decreto de situação de emergência, e optou pelo cancelamento de toda programação de Carnaval preparada para Formiga e o distrito de Pontevila.

No dia 8 de fevereiro, o prefeito de Santos Dumont, a 212 km de BH, assinou um decreto declarando situação de calamidade e emergência na cidade, incluindo áreas rurais. Há 2 meses a região sofre com fortes chuvas. Além disso, toda a programação de Carnaval prevista para a cidade foi suspensa. Segundo o prefeito, “a decisão leva em conta o impacto negativo na vida das pessoas afetadas e a necessidade de um esforço na busca por soluções que minimizem os efeitos drásticos das chuvas e suas consequências”.

No entanto, não foi só no mês de fevereiro que os temporais causaram danos e forçaram os municípios a cancelarem as comemorações. Desde janeiro algumas regiões do estado têm lidado com o grande volume de chuvas. Em 17 de janeiro, a prefeitura de Dionísio, no Vale do Rio Doce, anunciou que o famoso CarnáDiow, realizado na cidade, precisaria ser cancelado em virtude da situação de emergência do município.

Em São Domingos do Prata, a 142 km da capital mineira, não chove há cerca de 15 dias, ainda assim, por conta dos danos sofridos após as chuvas do final do mês de janeiro, a prefeitura optou por não realizar as festas de Carnaval. Os esforços estão voltados, agora, para a manutenção das pontes e prédios da cidade.

Defesa Civil

Segundo boletim divulgado pela Defesa Civil, 272 municípios de Minas Gerais estão em estado de anormalidade, ou seja, em situação de emergência ou calamidade pública. Até o momento, 22 pessoas morreram, 2.219 estão desabrigadas e 12.534 estão desalojadas, devido aos danos causados pelas chuvas.

*Estagiário sob supervisão de Maria Luiza Reis

Últimas