Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Escritório de contabilidade é suspeito de sonegar R$400 mi em impostos de empresas de grãos

Grupo criminoso criava empresas de fachada; outros dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela polícia

Minas Gerais|Lucas Eugênio*, do R7

Contabilidade é suspeita de sonegação fiscal no setor de grãos
Contabilidade é suspeita de sonegação fiscal no setor de grãos Contabilidade é suspeita de sonegação fiscal no setor de grãos

Um escritório de contabilidade investigado por fraudes tributárias na comercialização de grãos, foi alvo de uma operação, na manhã desta quarta-feira (14), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

A ação policial, chamada Rádula, foi deflagrada pelo Cira-MG (Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos de Minas Gerais) e investiga a criação de empresas de fachadas para simular transações financeiras para sonegar impostos e enganar os órgãos de fiscalização.

De acordo com a PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais),“a fiscalização já autuou diversas empresas do segmento de grãos envolvidas com esse grupo, sendo constituídos créditos tributários de cerca de R$400 milhões”, 

As forças policiais cumpriram outros dois mandados de busca e apreensão, além de irem até o escritório de contabilidade suspeito de articular o esquema criminoso.

Publicidade

“Além do crime de sonegação fiscal, os investigados podem responder pelos crimes de organização criminosa, falsidade ideológica e exercício ilegal da profissão”, informou a Polícia Civil.

Grupo de operação

Publicidade

O Cira-MG é um comitê formado pelo MPMG (Ministério Público do Estado de Minas Gerais), pela Receita Estadual de Minas Gerais, Advocacia-Geral do Estado e pelas polícias Civil e Militar. Ele investiga fraudes que impedem a livre concorrência.

*Estagiário sob supervisão de Bruno Menezes

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.