Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Menina encontrada morta em passeio de BH foi abusada sexualmente, diz parente 

Ao ser preso, suspeito alegou que a garota teria passado mal após fazer uso de entorpecente; família não acredita nesta versão

Minas Gerais|Do R7, com Vinicius Araújo, da Record Minas

Menina completaria 13 anos no próximo dia 13
Menina completaria 13 anos no próximo dia 13 Menina completaria 13 anos no próximo dia 13 (Reprodução/Redes Sociais)

Um parente de Ana Luiza Gomes, de 12 anos, encontrada morta no bairro Bela Vitória, na Região Nordeste de Belo Horizonte, na tarde desta terça-feira (16), informou que a vítima foi abusada sexualmente pelo suspeito. Segundo o familiar, a informação foi repassada pela Polícia Civil. 

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu Whatsapp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Assine a newsletter R7 em Ponto 

Segundo os familiares, a criança tinha problemas emocionais e comportamento difícil. Ana Luiza vivia com o pai e com uma irmã mais nova desde que os pais se separaram e a mãe foi embora. No próximo dia 27, ela completaria 13 anos. 

Publicidade

Uma câmera de segurança registrou o momento em que a garota chegou até a casa de Davi Martins Santos, de 25 anos, na manhã de terça-feira. No início da tarde do mesmo dia, as câmeras registraram o momento que Davi sai com a menina no colo e a deixa na calçada. Ele relatou aos militares que a menina teria feito uso de drogas dentro da casa e passou mal. 

Segundo a Polícia Militar, não foi encontrado nenhum frasco do entorpecente no imóvel. A família não acredita na versão contada pelo suspeito. Um tio da vítima garante que a criança não usava nenhum tipo de entorpecente. Ainda segundo os parentes, um policial civil confirmou para a família que os primeiros exames realizados no IML mostraram que Ana Luiza sofreu violência sexual. 

A Polícia Civil informou que ratificou a prisão em flagrante de Davi e que "ele foi ouvido e autuado, a princípio, pelo crime de homicídio qualificado e, após os procedimentos de polícia judiciária, o suspeito ficou à disposição da justiça para as medidas legais cabíveis". Ainda segundo a PC, "O corpo da adolescente, de 12 anos, foi encaminhado ao IML para ser submetido ao exame de necropsia". 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.