Minas Gerais Mulher é morta com golpes de foice dentro de acampamento do MST, na Grande BH

Mulher é morta com golpes de foice dentro de acampamento do MST, na Grande BH

Moradores contaram que Edneia Ribeiro, de 41 anos, foi assassinada pelo companheiro; ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu

  • Minas Gerais | Vinícius Araújo e Ricardo Vasconcelos, da Record TV Minas

Edneia chegou a ser socorrida, mas não resistiu

Edneia chegou a ser socorrida, mas não resistiu

Reprodução/Record TV Minas

Uma mulher foi morta com golpes de foice em um acampamento do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), na zona rural de São Joaquim de Bicas, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte, durante a tarde desta quinta-feira (23). Segundo moradores do local, Edneia Ribeiro dos Santos, de 41 anos, foi assassinada pelo companheiro Paulo Roberto Pinto na frente dos integrantes da comunidade.

Ainda de acordo com testemunhas, o casal estava discutindo quando Paulo atacou a mulher com a foice. Após a agressão, o homem foi para o barraco onde morava com a companheira, deixou a arma do crime, pegou um facão e fugiu para uma mata que há atrás do acampamento. 

Edneia foi socorrida, mas chegou sem vida à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade. A Polícia Militar foi acionada pela equipe médica e esteve no acampamento, mas o suspeito não foi encontrado.

O corpo de Edneia foi levado para o IML (Instituto Médico-Legal) de Betim, também na região metropolitana de BH. A mulher morava no acampamento fazia dois anos e, há cerca de um ano, levou Paulo para morar com ela. Segundo vizinhos, o casal brigava com frequência. 

No assentamento, a perícia recolheu a foice usada no feminicídio. O corpo de Edneia vai ser sepultado no Cemitério de São Joaquim de Bicas, e o assassino continua foragido.

Últimas