Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Operação mira empresas que teriam sonegado R$ 44 milhões em impostos em MG

Investigação apura esquema de falsas vendas envolvendo empresas ligadas à comercialização e reciclagem de sucatas

Minas Gerais|Núbia Roberto, da Record TV Minas

Órgãos investigadores realizam, nesta terça-feira (30), uma operação contra empresas que teriam sonegado R$ 44 milhões em impostos devidos ao Governo de Minas Gerais.

De acordo com MPMG (Ministério Público de Minas Gerais), as companhias atuam na produção, comercialização e reciclagem de sucatas e metais (zinco e alumínio).

A investigação aponta que uma empresa de Minas Gerais registrava notas fiscais falsas, sem a venda dos produtos, gerando R$ 100 milhões em créditos frios de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

O grupo, por sua vez, simulava venda para empresas de outros estados, sem o recolhimento efetivo do ICMS, utilizando os créditos frios.

Publicidade

"O esquema criminoso é bastante sofisticado, contando com um centro de comando que concentrava o planejamento e controle das operações simuladas, além de operacionalizar pagamentos bancários e documentos de transporte entre as diversas empresas envolvidas, tudo com o objetivo de conferir aparência lícita às fraudes", avaliou o MPMG.

A operação Sinergia, que está em sua terceira fase, teve dezessete mandados de busca e apreensão em Betim (MG) e no Estado de São Paulo (capital, Araçariguama, Arujá, Barueri, Guarulhos e Mogi das Cruzes). A primeira fase da ação apurou um golpe de até R$ 1 bilhão.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.