Minas Gerais Pimentel é absolvido em ação sobre declaração falsa para fins eleitorais

Pimentel é absolvido em ação sobre declaração falsa para fins eleitorais

Ex-governador de Minas Gerais era investigado por suposto esquema de lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos

Decisão foi tomada nesta segunda-feira (22)

Decisão foi tomada nesta segunda-feira (22)

José Cruz/Agência Brasil

O ex-governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, foi absolvido das acusações de inserir declaração falsa para fins eleitorais. A decisão foi tomada, nesta segunda-feira (22), pela 32ª Zona Eleitoral e Vara Criminal Eleitoral de Belo Horizonte.

O político era investigado pela Operação Acrônimo, que apura um suposto esquema de lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos para financiamento de campanhas eleitorais.

Denúncia

A denúncia do Ministério Público Federal diz que Pimentel teria utilizados os serviços de uma gráfica durante a campanha eleitoral de 2014, sem a devida declaração dos valores e de ter recebido "vantagens indevidas" do proprietário dessa gráfica, o empresário Benedito Oliveira. As investigações também apontavam que a campanha teria recebido verba irregular do instituto de pesquisa Vox Populi.

De acordo com a sentença do juiz Michel Curi e Silva, as provas apresentadas pelo MPF não comprovaram que o ex-governador mineiro deixou de declarar os valores recebidos das empresas. Além disso, quanto à suspeita relacionada ao Vox Populi, o magistrado concluiu que também não há provas que possam comprovar a denúncia.

Últimas