Minas Gerais Polícia volta atrás e nega morte de professora em Janaúba (MG)

Polícia volta atrás e nega morte de professora em Janaúba (MG)

Vigia ateou fogo em crianças e no próprio corpo dentro de uma creche

  • Minas Gerais | Do R7

A professora Heley de Abreu Silva Batista está internada em estado grave

A professora Heley de Abreu Silva Batista está internada em estado grave

Reprodução/Facebook

A Polícia Civil chegou a confirmar a morte da professora que está entre as vítimas do vigia que ateou fogo em dezenas de pessoas em uma creche, em Janaúba, na região norte de Minas Gerais, mas voltou atrás e esclareceu que o estado de saúde dela é muito grave. O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (5) e deixou, ao menos, cinco mortos e 23 feridos. Entre as vítimas que tiveram óbito confirmado, está Damião Soares Santos, de 50 anos, apontado como o autor do crime.

Leia mais notícias no Portal R7

De acordo com Pedro Aihara, tenente responsável pela comunicação do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o vigia teria abraçado crianças com o corpo em chamas. River Ramos, sargento da Polícia Militar que está na cidade, afirma que o suspeito, que é funcionário efetivo da prefeitura, estava afastado por problemas psicológicos e teria ido à creche para conversar com a diretora.

Vigia estaria afastado por problemas psicológicos

Vigia estaria afastado por problemas psicológicos

Reprodução
Últimas