Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Preso suspeito de matar menina alega agressões e ameaças no sistema prisional em Belo Horizonte

Juíza determinou que ele passe por exames de corpo de delito; prisão do suspeito foi convertida para preventiva

Minas Gerais|Maria Luiza Reis, Do R7

Câmeras registraram Ana Luiza entrando na casa do suspeito
Câmeras registraram Ana Luiza entrando na casa do suspeito Câmeras registraram Ana Luiza entrando na casa do suspeito (Montagem/R7)

O homem, de 25 anos, preso suspeito de matar Ana Luiza Silva Gomes, de 12 anos, no bairro Bela Vitória, região Nordeste de Belo Horizonte, disse ter sido agredido e estar sofrendo ameaças no sistema prisional. 

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu Whatsapp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Assine a newsletter R7 em Ponto

Davi Martins Santos passou por audiência de custódia, na manhã desta quinta-feira (18), e relatou ter sofrido agressões por outros presos. Ele disse ainda que as agressões foram permitidas pelos policiais penais. A juíza Juliana Miranda Pagano determinou que ele passe por exames de corpo de delito e comunicou a Promotoria de Direitos Humanos de BH sobre o ocorrido.

Publicidade

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública informou que o preso "não possui registro de admissão no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Gameleira, onde alega ter sofrido agressões" e que "após a ratificação da prisão, ele foi conduzido ao Presídio Inspetor José Martinho Drumond, na quarta-feira, 17/01, onde permanece em cela isolada, por questões de segurança". 

A Secretaria disse ainda que "não há registro de qualquer situação violenta relacionada a esse preso na José Martinho Drumond", mas que de qualquer forma, "o detento será encaminhado para exame de corpo de delito". 

Publicidade

Após a audiência, a Justiça de Minas Gerais determinou que ele continue preso. A prisão dele foi convertida de provisória para preventiva. A juíza levou em consideração os antecedentes do suspeito e o fato da versão apresentada por ele não estar de acordo as imagens registradas pelas câmeras de segurança.

Entenda o caso

Ana Luiza Gomes, de 12 anos, foi encontrada morta, durante a tarde desta terça-feira (16), no bairro Bela Vitória, na região nordeste de Belo Horizonte. Câmeras de Segurança registraram a menina chegando ao imóvel de Davi Martins Santos às 10h13 da manhã.

Às 13h30, Davi é filmado saindo do imóvel e deixando o corpo de Ana na calçada. Poucos minutos depois, o SAMU chegou ao local e atestou o óbito. O homem tem passagem por estupro de vulnerável, mas alega que a menina teria usado drogas e ele teria prestado ajuda. No entanto, familiares e psicóloga da garota não acreditam nesta versão e garantem que ela nunca usou substâncias químicas.

A Polícia Civil investiga se ela foi abusada sexualmente e a causa da morte.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.