Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Sargento reformado tenta pagar encontro sexual com queijo e telefone antigo em BH

Homem de 60 anos usava a farda no momento e chegou a justificar que era policial quando foi questionado sobre o pagamento

Minas Gerais|Antonio Paulo, da Record TV Minas

Corregedoria da PM vai investigar uso de farda
Corregedoria da PM vai investigar uso de farda Corregedoria da PM vai investigar uso de farda

Um sargento reformado da Polícia Militar de Minas Gerais é suspeito de tentar pagar um programa sexual com um queijo e um celular antigo. O caso inusitado aconteceu na região central de Belo Horizonte, nesta segunda-feira (16).

De acordo com o histórico da ocorrência, o encontro custaria R$ 200 ao militar de 60 anos. Na hora de fazer o pagamento, falou que daria os produtos. O relatório indica que, ao ser questionado, o militar alegou ser policial e ameaçou a mulher. Mesmo aposentado do serviço, o ex-agente estava fardado, inclusive utilizando a plaqueta de identificação.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

A mulher com quem ele negociava alertou os seguranças do local. Houve perseguição pelas ruas do Centro, até que o policial foi rendido. Ele foi levado para a 6ª Companhia da PM, da rua Carijós.

Para a PM, o dono do estabelecimento se negou registrar um boletim de ocorrência e disse que aceitaria o queijo e o celular como pagamento. A Corregedoria da Polícia Militar vai investigar o homem pelo uso indevido da farda.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.