Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Falso: Biden pôs medalha ao contrário em homenageado por Guerra do Vietnã 

Vídeo em que presidente dos Estados Unidos teria se atrapalhado em homenagem viraliza no Twitter

MonitoR7|Gabriel Herbelha, do R7*

Presidente dos EUA, Joe Biden, condecorou heróis de guerra nesta semana
Presidente dos EUA, Joe Biden, condecorou heróis de guerra nesta semana Presidente dos EUA, Joe Biden, condecorou heróis de guerra nesta semana

A imagem da condecoração de um veterano de guerra na Casa Branca se tornou motivo de piada nas redes sociais, pois supostamente o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, teria se confundido e colocado a medalha ao contrário, com a insígnia ficando nas costas e o laço em volta do pescoço do homenageado.

No entanto, essa informação não é verdadeira. A má-qualidade do vídeo viral, que passa dos 2 milhões de visualizações no Twitter, induz os usuários a terem essa interpretação. Mas o líder norte-americano coloca a medalha de honra, o maior reconhecimento das Forças Armadas do país, de maneira correta.

Por se tratar de um laço curto, em que a medalha fica mais próxima ao pescoço, se cria a impressão de estar ao contrário. No vídeo abaixo, é possível enxergar a medalha, colocada do lado correto:

O evento em questão aconteceu na última terça-feira (5), quando Biden concedeu para quatro veteranos da Guerra do Vietnã a medalha de honra, pelos atos de bravura deles durante o conflito.

Segundo o centro do Exército dos Estados Unidos de história militar, mais de 3.400 pessoas — entre soldados, marinheiros, aviadores, fuzileiros navais e membros da guarda costeira — já foram homenageados com a honraria, criada em 1861.

Soldado homenageado

O homem homenageado que apareceu nas publicações enganosas se chama Dwight Birdwell. Ele foi condecorado pelos atos de heroísmo em 1968, durante a guerra do Vietnã, quando, em um ataque contra uma base aérea americana, Birdwell resistiu, ajudou o comandante de um dos tanques e, ao invés de escapar, liderou um pequeno grupo para conter o avanço dos "vietcongs" até chegar reforço. 

Motivada por conflitos ideológicos entre o Vietnã do Norte e do Sul, em que cada governo lutava pela unificação do país, mas, sob sua devida liderança, a Guerra do Vietnã perdurou entre 1959 e 1975. Estima-se que entre 1,5 milhão e 3 milhões de pessoas tenham morrido durante os conflitos. 

Os Estados Unidos apoiaram o lado sul vietnamita, enquanto a União Sovética dava apoio ao lado norte do país.

Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe a questão para o MonitoR7, que nós a checamos para você: (11) 9 9240-7777 ou monitor@recordtv.com.br

*Estagiário do R7, com edição de Raphael Hakime

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.