Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Falso: Presidente da Argentina renunciou ao cargo

Alberto Fernández foi vítima de um vídeo falso, que usa jornal argentino para espalhar que ele teria abdicado da Presidência

MonitoR7|Ana Luiza Pêgo*, do R7

La Nación já publicou nota em que nega veracidade do vídeo
La Nación já publicou nota em que nega veracidade do vídeo La Nación já publicou nota em que nega veracidade do vídeo

Nas redes sociais, um vídeo com a identidade visual do jornal argentino La Nación mostra que o presidente da Argentina, Alberto Fernández, teria renunciado ao cargo. O país vem enfrentando uma grave crise política e econômica, além de protestos por parte da população argentina.

Apesar da semelhança com os vídeos verdadeiros publicados pelo jornal, essa reportagem "urgente", como diz a publicação, nunca existiu. Isso quem afirma é o próprio La Nación, que emitiu uma nota em que nega que o vídeo tenha sido publicado em qualquer veículo deles. O título da matéria já é bastante explicativo: “É falso um vídeo do La Nación com uma notícia apócrifa de Alberto Fernández que viralizou”.

"Usuários do Twitter divulgaram um vídeo falso no qual, por meio de uma montagem de áudio e vídeo, o LN+ 'informou' uma suposta renúncia do presidente", diz a nota. LN+ é a abreviação de La Nación+, que é um canal de televisão aberto argentino com foco em programação de notícias, de propriedade do jornal La Nación .

Leia também

A sequência editada de 50 segundos mostra imagens do presidente acompanhadas de um áudio de Viviana Valles, apresentadora do LN+, em que ela anuncia: “Nós compartilhamos. O La Nación também confirma a renúncia do presidente da nação. Informação que, claro, muda absolutamente tudo”.

O secretário-geral do jornal, José del Rio, afirmou que o vídeo é "totalmente falso". No caso, o áudio usado é de outra transmissão feita pelo LN+, enquanto as imagens sobrepostas foram adulteradas para parecer que se tratava de uma matéria sobre o presidente. Na reportagem original, Valles anuncia a renúncia do ex-ministro da Economia Martín Guzmán. 

Veja o vídeo original:

De acordo com o La Nación, outro indício de que o vídeo é falso é o logotipo que aparece na suposta reportagem — que não tem o mesmo formato daquele usado pelo site. Além disso, não existe nenhum texto publicado na versão impressa ou online do jornal argentino que confirme a suposta renúncia de Fernández. A única nota sobre isso é, justamente, a de esclarecimento da fake news.

A crise na Argentina

A Argentina enfrenta uma onda de protestos contra o atual presidente da República. No último sábado (9), foi comemorado o Dia da Independência da Argentina, porém o que marcou o feriado foram as manifestações. Grupos de esquerda e de direita saíram às ruas para protestar contra o governo do presidente Alberto Fernández.

Os protestos, em várias cidades, criticaram a degradação política e econômica do país, em meio ao cansaço com os desentendimentos entre o presidente Alberto Fernández e sua vice e madrinha política, Cristina Kirchner. Após a renúncia de Guzmán, durante a última semana os argentinos correram para supermercados e lojas para abastecer a despensa e viveram uma semana de preços sem controle, com reajustes de quase 20%.

De um lado, o atual presidente quer manter a reestruturação da dívida com o FMI (Fundo Monetário Internacional) e os compromissos que isso implica, como ajuste fiscal e controle da inflação. De outro, Kirchner pede a Fernández que "use a caneta" para exigir mais impostos e ajustes das empresas mais ricas do país, e que volte à política de emissão monetária.

A estratégia da vice não é nova e já foi usada nos primeiros meses de pandemia, porém, se por um lado, ajudou a população mais pobre, hoje alimenta a inflação argentina, que já se aproxima dos 60% ao ano.

Ficou em dúvida sobre uma mensagem de aplicativo ou postagem em rede social? Encaminhe a questão para o MonitoR7 que nós a checamos para você: (11) 9 9240-7777 ou monitor@recordtv.com.br

*Estagiária do R7, com edição de Fabíola Glenia 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.