Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Fidel Castro proibiu a comemoração do Natal em Cuba por 30 anos? Entenda

Ditador determinou que os cubanos não podiam festejar a data, para não atrapalhar a colheita da cana-de-açúcar

MonitoR7|Do R7

Fidel Castro proibiu que a população de Cuba celebrasse o Natal por quase 30 anos
Fidel Castro proibiu que a população de Cuba celebrasse o Natal por quase 30 anos Fidel Castro proibiu que a população de Cuba celebrasse o Natal por quase 30 anos

O Natal é uma data muito esperada por pessoas das mais variadas nacionalidades ao redor do mundo que seguem o cristianismo.

O líder cubano Fidel Castro, porém, proibiu por quase 30 anos que a população da ilha caribenha celebrasse a data.

Assim que os guerrilheiros derrubaram o presidente Fulgêncio Batista e assumiram o poder, em 1969, Fidel declarou que o país era ateu e proibiu as comemorações natalinas.

Além disso, o governo comunista não queria que os cubanos parassem de trabalhar nos últimos dias de dezembro, para não atrapalhar a colheita da cana-de-açúcar.

Após décadas de pressão, em 1998 Fidel decidiu permitir a celebração do Natal novamente. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.