Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Autos Carros
Publicidade

Cidade do futuro: Toyota planeja metrópoles inteligentes para carros elétricos

Marca prevê ruas sem postes e com carregadores no asfalto

Autos Carros|Do R7 e Marcos Camargo Jr.

Imagem da possível cidade do futuro prevista pela Toyota
Imagem da possível cidade do futuro prevista pela Toyota Imagem da possível cidade do futuro prevista pela Toyota

A Toyota divulgou um conceito de como enxerga uma metrópole no futuro. Na visão da marca japonesa, as cidades não terão postes suspensos e fiação aérea e irão contar com carregadores no asfalto para veículos elétricos autônomos. 

TOYOTA COROLLA: história e curiosidades da primeira geração lançada em 1966. Veja o vídeo!

Para chegar nesta previsão a Toyota Frontier Ressearch Center estabeleceu uma parceria com a Toyota T&S Construction Co, que divulgaram um estudo preliminar de como serão as ruas das cidades do futuro, que não terão o famoso meio-fio.

Meio-fio será capaz de recarregar veículos elétricos autônomos por indução
Meio-fio será capaz de recarregar veículos elétricos autônomos por indução Meio-fio será capaz de recarregar veículos elétricos autônomos por indução

Para que a ideia da Toyota funcione, é preciso utilizar blocos de concreto, em que os cabos de eletricidade e, também, os de internet e telefone sejam alocados com segurança. Com isso, não haverá mais postes, aumentando o espaço para pedestres. Vale lembrar que essa tecnologia já foi implementada em diversas cidades pelo mundo e até mesmo em poucos bairros de cidades como São Paulo mas pela regra os postes com cabeamento aéreo ainda são comuns.

Publicidade

DIFERENÇAS ENTRE OS CARROS HÍBRIDOS E ELÉTRICOS: 4 tecnologias Toyota. Veja o vídeo!

Após essa etapa, o famoso meio fio será capaz de recarregar veículos elétricos autônomos por indução, uma vez que eles terão uma alta voltagem, mas sem ser perigoso para o trânsito dos pedestres. Segundo a fabricante, uma cidade inteligente como essa poderia diminuir o tamanho das baterias dos carros elétricos.

*Com a colaboração Felipe Salomão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.