Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Autos Carros
Publicidade

Cuidados ao carregar o carro elétrico em casa: guia prático

Soluções carregamento doméstico vão desde 3,7 kW até 22 kW

Autos Carros|Marcos Camargo JrOpens in new window

Cuidados ao carregar o carro elétrico em casa: guia prático (freepik/reprodução)

Não há dúvidas de que o segmento da eletrificação vem crescendo a passos largos no Brasil. Quem opta por um modelo híbrido ou 100% elétrico terá que fazer as recargas que podem ser impostos de carga rápida, que diga-se de passagem ainda são raros, ou em casa e ainda em pontos comerciais. Depois de vermos qual é o custo da energia para recarregar um carro elétrico em casa veremos nesta matéria quais são os cuidados básicos para alimentar a bateria do veículo na residência.

As soluções carregamento doméstico vão desde 3,7 kW até 22 kW. Existem soluções que vão desde as tomadas residenciais bivolt de 110/220v que tem 3,7kw até os sistemas wallbox cuja potência vai de 7 a 22kw. Isso dependerá do equipamento e quem fizer a instalação bem como a potência disponível na residência.

Cuidados ao carregar o carro elétrico em casa: guia prático (freepik/reprodução)

Os carregadores residenciais são do tipo mais lento. Eles podem ser conectados em tomadas comuns porém elas devem ter aterramento. Muitos veículos não aceitam apenas a tomada conectada e não iniciam a carga se ela não for aterrada. Portanto ao comprar um carregador desse tipo verifique a disponibilidade de uma tomada aterrada na sua garagem.

Cuidados ao carregar o carro elétrico em casa: guia prático (freepik/reprodução)

Dica: geralmente as tomadas de portão elétrico são aterradas e 220v. Se for o caso basta conectar o carregador ao veículo considerando que o tempo de recarga será mais lento mas funcionará normalmente. Outra solução mais rápida e mais eficiente será um carregador residencial do tipo wallbox. Ele deve ser instalado por um profissional no sistema 220v da residência e oferece cargas de 7 a 22kw dependendo do equipamento.

Publicidade
Risco de incêndio e adaptação de carregadores em prédios residenciais são desafios para carros elétricos
Risco de incêndio e adaptação de carregadores em prédios residenciais são desafios para carros elétricos Risco de incêndio e adaptação de carregadores em prédios residenciais são desafios para carros elétricos

Mas é preciso levar em conta que a potência máxima de carregamento está limitada à potência do carregador interno do carro, frequentemente identificado como OBC (on-board charger). Há carros que suportam 40kwh outros até 270kwh. Portanto os carregadores residenciais sempre estarão longe de sobrecarregar o veículo e podem ser usados de forma segura.

Carros elétricos: carregadores de baterias exigem atenção redobrada dos consumidores
Carros elétricos: carregadores de baterias exigem atenção redobrada dos consumidores Carros elétricos: carregadores de baterias exigem atenção redobrada dos consumidores

Ao conectar o veículo ao carregador e o equipamento à rede elétrica ê preciso ter o mesmo cuidado como qualquer eletrodoméstico. É preciso evitar umidade e a tomada e conectores devem estar sempre secos.

Publicidade
Carros elétricos: quem é o real responsável pelo custo de carregamento nos condomínios?
Carros elétricos: quem é o real responsável pelo custo de carregamento nos condomínios? Carros elétricos: quem é o real responsável pelo custo de carregamento nos condomínios?

Com estes cuidados abastecer um carro híbrido ou elétrico em casa será mais econômico e eficiente podendo ser feito sempre à noite sem risco de sobrecarregar o sistema elétrico da residência e sempre com orientação de um profissional habilitado em elétrica.


Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.