Autos Carros Mercedes 300 SL "Asa de gaivota" completa 70 anos

Mercedes 300 SL "Asa de gaivota" completa 70 anos

Esportivo tinha desempenho e estilo incomuns para os carros da época

  • Autos Carros | Marcos Camargo Jr.

Resumindo a Notícia
  • Seis cilindros em linha que tinha 170cv

  • Volante deslizava para baixo facilitando a entrada do motorista

  • Esse carro marcou uma geração e inspirou muitos carros que se seguiram nos anos 1950

Mercedes 300 SL: inovador em 1954

Mercedes 300 SL: inovador em 1954

Amalgam/Divulgação

Alguns carros são icônicos ao longo da história da indústria automobilística. Seja pela leveza das formas, performance, inovações tecnológicas ou por terem conseguido expressar um olhar à frente do tempo. É o caso deste esportivo compacto lendário que surgiu quase na metade da década de 1950. O 300 SL marcou uma geração e trouxe inovações que inspiraram muitos carros que viriam a seguir. Hoje o R7-Autos Carros vai contar a história do Mercedes Benz 300 SL.

MERCEDES EQA 250: SUV compacto que substitui o GLA - preço, ficha técnica e avaliação completa! Veja o vídeo!

Era 1954 e na abertura do Salão Internacional de Automóveis de Nova Iorque, a Mercedes-Benz surpreendeu o público com um novo carro esportivo. Era uma década de transformações e o desejo por esportivos levava as fabricantes a buscarem novidades como a Porsche, Jaguar, Ferrari, Alfa Romeo e BMW. A Mercedes surpreendeu com seu novo projeto na casa dos grupos Ford, General Motors e Chrysler.

Salão de 1954 tinha o 300 SL como estrela principal

Salão de 1954 tinha o 300 SL como estrela principal

Mercedes-Benz/Divulgação

No 300 SL, o perfil aerodinâmico da carroceria W194 das pistas após a participação em corridas como Mille Miglia, Le Mans e Carrera Pan-americana estavam presentes em um carro de produção. A carroceira curta e as portas “asa de gaivota” eram singulares com amortecedores ocultos com tubos cromados e impressionaram o mercado na época.

Estilo icônico se tornou clássico no início dos anos 1960

Estilo icônico se tornou clássico no início dos anos 1960

Amalgam/Divulgação

O motor não era novo mas tinha algumas novidades. O seis cilindros em linha que tinha 170cv no início daquela década passava a 240 ou 265cv e 40kgfm de torque graças a um sistema de injeção direta de combustível desenvolvido pela Bosch. Fazia de 0-100km/h em 8,5s e chegava a 235km/h. Esse motor era o mesmo usado nos antigos Adenauer 300 mas com mais tecnologia.

Freios a disco em 1961

Freios a disco em 1961

Ganham/Divulgação

Seu acabamento era bem cuidado mostrando que a Mercedes passava a se preocupar mais com esse elemento. O volante deslizava para baixo facilitando a entrada do motorista e a instrumentação era completa embora o velocímetro marcasse até 270km/h. Muito otimista.

Roadster lançado em 1957

Roadster lançado em 1957

Internet/Reprodução

Esse carro marcou uma geração e inspirou muitos carros que se seguiram nos anos 1950. Pouco tempo depois lançariam o 300 SL Roadster e alguns anos depois trocaria os freios a tambor por conjunto de disco, inovador na época. A linha SL da primeira geração terminaria em 1964 com a chegada de uma nova base de linhas mais quadradas. E o 300 SL entrou para as páginas da história como um dos carros mais bonitos do mundo.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas