Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Teste real do Citroën e-Jumpy: furgão elétrico no dia a dia da cidade

Furgão elétrico roda 300km na cidade com proposta versátil e econômica para o transporte no dia a dia 

Autos Carros|Marcos Camargo jr e Marcos Camargo Jr.

Jumpy elétrico é um produto de nicho
Jumpy elétrico é um produto de nicho Jumpy elétrico é um produto de nicho (Henrique Pereira)

Juntamente com a versão a diesel, o Jumpy elétrico é um produto de nicho que mostra como o trabalho de fazer entregas em uma cidade pode ser feito a bordo de um carro sem emissões. Desta vez, testamos o Citroën e-Jumpy em uma avaliação da vida real com o furgão elétrico.

Amplo volume interno do salão permite fazer pequenas mudanças de uma vez
Amplo volume interno do salão permite fazer pequenas mudanças de uma vez Amplo volume interno do salão permite fazer pequenas mudanças de uma vez (Henrique Pereira)

O Citroën e-Jumpy pode acessar áreas de carga e descarga que não são acessíveis para furgões maiores, graças aos seus 5,30 metros de comprimento e 3,27 metros de entre-eixos, além de uma altura de 1,94 metros e largura de 1,92 metro. Isso permite sua entrada em locais com restrições de altura, como estacionamentos de lojas, prédios e áreas de carga e descarga. Possui um desempenho excelente, ótima manobrabilidade e um sistema elétrico com desempenho e autonomia adequados para operações urbanas.

Um carro ideal para uso urbano, com foco principal em empresas de entregas de compras online, mas também adequado para pequenas transportadoras. O Jumpy é silencioso e possui autonomia suficiente para um dia de trabalho na cidade, percorrendo em média 300 km com uma carga completa de bateria. 

Multimídia tem conexão com fio com Android Auto e Apple CarPlay
Multimídia tem conexão com fio com Android Auto e Apple CarPlay Multimídia tem conexão com fio com Android Auto e Apple CarPlay (Felipe Salomão 18.07.2023)

O e-Jumpy é produzido na França, assim como seus "primos", o e-Expert da Peugeot e o e-Scudo da Fiat. Os três compartilham a mesma carroceria e possuem um nível de acabamento similar.

Publicidade
Citroën e-Jumpy leva até 1 tonelada de carga
Citroën e-Jumpy leva até 1 tonelada de carga Citroën e-Jumpy leva até 1 tonelada de carga (Henrique Pereira)

Neste teste, o R7-Auto Carros utilizou a van elétrica por uma semana completa, submetendo o veículo a uma variedade de operações de transporte. O objetivo era compreender como é dirigir um veículo utilitário elétrico, destacando as dificuldades e vantagens de operar um veículo elétrico em condições urbanas de uso.

Três modos de condução

Publicidade
Portas com sistema de dobradiça inteligente permitem melhor acesso ao interior
Portas com sistema de dobradiça inteligente permitem melhor acesso ao interior Portas com sistema de dobradiça inteligente permitem melhor acesso ao interior (Henrique Pereira)

Foram percorridos 290 km sem a necessidade de reabastecimento, utilizando os dois modos de condução, "ECO" e "NORMAL". O motor, o mesmo que equipa os Peugeot e-208 GT e e-2008 e instalado na Jumpy, alcança seu objetivo com 136 cv e 26,4 kgfm de torque instantâneo, mais do que suficiente para carregar uma carga de 1.000 kg, conforme especificado pelo fabricante.

O conjunto elétrico oferece mais potência, porém menos torque do que o Jumpy 1.5 turbodiesel, que entrega 120 cv e 30,6 kgfm de torque máximo.

Publicidade
(Henrique Pereira)

Embora haja essa pequena diferença de torque, no Jumpy a combustão a entrega só ocorre a partir dos 1.750 rpm, enquanto na versão elétrica, todos os 26,4 kgfm estão disponíveis assim que o motorista pisa no acelerador. Portanto, para quem busca desempenho, o e-Jumpy é a melhor opção.

A autonomia declarada de até 330 km na cidade (ou 289 km, de acordo com o padrão do Inmetro) com baterias de 77 kWh pode ser reduzida drasticamente se o condutor acelerar intensamente, especialmente no modo POWER. Ao optar por esse estilo de direção, o condutor terá um veículo de passeio que responde imediatamente às acelerações e atinge velocidades mais altas em menos tempo, indo de 0 a 100 km/h em 11,9 segundos. No entanto, essa condução comprometerá a autonomia final.

Porta corrediça lateral é ampla permitindo bom acesso ao interior
Porta corrediça lateral é ampla permitindo bom acesso ao interior Porta corrediça lateral é ampla permitindo bom acesso ao interior (Henrique Pereira)

O veículo oferece três modos de condução: Eco, Normal e Power. O último prioriza o desempenho, enquanto o primeiro limita o desempenho e o funcionamento do ar-condicionado para preservar a carga das baterias. Optamos por utilizar a van nos modos Eco e Normal, pois não precisávamos de maior performance, especialmente porque utilizamos o veículo exclusivamente em trânsito urbano.

(Citroën Divulgação)

A tração traseira pode ocasionalmente comprometer a performance em subidas íngremes ou irregulares, mas não há nada que comprometa significativamente a dirigibilidade geral da van.

Bem equipado dentro de sua proposta

Boa posição de direção e controle total dos modos de uso de energia
Boa posição de direção e controle total dos modos de uso de energia Boa posição de direção e controle total dos modos de uso de energia (Citroën Divulgação)

O Citroën e-Jumpy está equipado com assistente de partida em rampas, freios com sistema ABS, controle eletrônico de estabilidade, airbags duplos frontais, indicador de fadiga do motorista, luzes de uso diurno, limitador de velocidade e controlador automático de velocidade.

No console à direita do volante, encontra-se o controle de condução. Por meio de teclas, é possível selecionar a marcha à frente, a marcha a ré e acionar o freio de estacionamento. A tecla B-Mode ativa o sistema que converte as forças de frenagem em eletricidade.

Van ainda tem compartimento de carga com 6,1 m³ de volume e pode carregar até 1 tonelada
Van ainda tem compartimento de carga com 6,1 m³ de volume e pode carregar até 1 tonelada Van ainda tem compartimento de carga com 6,1 m³ de volume e pode carregar até 1 tonelada (Citroën/Divulgação)

Como funciona o e-Jumpy no dia a dia

Utilizamos o e-Jumpy ao longo de uma semana intensa de transporte e demandas pela cidade. Durante o período de avaliação, realizamos desde uma mudança completa, na qual acomodamos inúmeros produtos (incluindo um colchão "queen size"), até pequenos circuitos com produtos de menor porte.

(Citroën Divulgação)

O acesso ao compartimento de carga pode ser feito por meio das portas traseiras, que se abrem a 180° ao desencaixar os suportes das dobradiças. Além disso, há a porta corrediça lateral do lado direito, que torna o embarque e desembarque bastante práticos. A área volumétrica do Jumpy é de 6,1 m³ e pode carregar até 1.000 kg.

(Henrique Pereira)

Carregamos no furgão produtos variados, como madeiras, cadeiras, poltronas e até bicicletas. O que nos chamou a atenção foi a facilidade de ancorar os produtos no interior da área de carga, devido aos diversos pontos para ganchos ou mesmo aos furos nas colunas, onde os tirantes de nylon podiam ser facilmente presos.

Observamos também a possibilidade de carregar cargas sobre o teto, pois existem furações e reforços onde é possível instalar racks para transportar escadas e outros objetos. Isso torna o veículo também uma opção prática para concessionárias e prestadores de serviços urbanos. 

Agilidade é a proposta do e-Jumpy com boa capacidade de carga
Agilidade é a proposta do e-Jumpy com boa capacidade de carga Agilidade é a proposta do e-Jumpy com boa capacidade de carga (Citroën Divulgação)

O grande destaque desta van é a facilidade de entrar na maioria das garagens de lojas, supermercados e shoppings. Essa característica faz toda a diferença nas entregas e retiradas de mercadorias.

(Citroën Divulgação)

A manobrabilidade da e-Jumpy surpreendeu, e não encontramos dificuldades para entrar, sair ou manobrar a van em vagas de garagem, ou na rua. Seus 5,30 metros de comprimento às vezes exigem vagas mais longas, o que não é comum em alguns estacionamentos.

No entanto, a ampla área envidraçada da cabine e o bom campo de visão dos espelhos retrovisores laterais são suficientes para o dia a dia, e a câmera de ré para realizar manobras de estacionamento ajuda significativamente.

Uma sugestão que faríamos seria ter no retrovisor central (nas vans fechadas como a que avaliamos) a instalação de uma tela transmitindo constantemente as imagens da câmera de ré.

Mesmo sendo uma van, a cabine acomoda três pessoas e possui um excelente isolamento acústico. Como se trata de um veículo elétrico, o silêncio é excepcional, o que reduz o estresse do motorista, especialmente durante jornadas de trabalho prolongadas, que podem exceder 8 horas diárias. O Citroën Ë-Jumpy agrada pela sua dirigibilidade. A direção eletro-hidráulica é bastante leve e os bancos são confortáveis.

Van elétrica conta com 8 anos ou 160 mil km de garantia para a bateria de tração
Van elétrica conta com 8 anos ou 160 mil km de garantia para a bateria de tração Van elétrica conta com 8 anos ou 160 mil km de garantia para a bateria de tração (Felipe Salomão 18.07.2023)

Projetado para atender às necessidades dos trabalhadores que precisam transportar carga, o furgão elétrico desempenha bem o seu papel. Ele é espaçoso tanto por dentro quanto por fora, versátil, fácil de dirigir e relativamente ágil para suas dimensões. Seu preço está na faixa dos R$ 330 mil.

com a colabração de Henrique Pereira

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.