Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

União Europeia pode voltar atrás sobre novas normas de emissões: oito países são contra 

8 países incluindo França e Itália se opõe a novas normas já que a indústria de carros elétricos vem avançando consideravelmente nos últimos anos 

Autos Carros|Marcos Camargo Jr. e Marcos Camargo Jr.

Poluição nos arredores de Paris
Poluição nos arredores de Paris Poluição nos arredores de Paris

Oito países da União Europeia assinaram um documento contrário a novas regras de emissões para veículos a combustão no bloco. Os países afirmam que as regras para emissão de óxidos de nitrogênio e monóxido de carbono chegaram a um limite após mais de 30 anos de reduções significativas.

10 CURIOSIDADES DO VOLVO C40 elétrico com mais de 400cv e autonomia de 400km: preço e detalhes. Veja o vídeo!

O documento contrário foi enviado ao parlamento da União Europeia e recebeu assinatura da França e Itália, além da Bulgária, República Tcheca, Hungria, Polônia, Romênia e Eslováquia. Os países contrários às medidas afirmam que mais restrições prejudicam os rumos para uma economia de carbono neutro por uma mera redução nos limites proposta pelo Euro 7 que entra em vigor em 2025.

Restrições na Europa chegam a limitar até velocidade em alguns países
Restrições na Europa chegam a limitar até velocidade em alguns países Restrições na Europa chegam a limitar até velocidade em alguns países

Na moção enviada aos membros da União Europeia os oito países dizem o seguinte: “Nos opomos a quaisquer novas regras de emissão de gases de escape incluindo novos requisitos de teste ou novos limites de emissões para carros e vans, pois essas novas regras desviariam os investimentos da indústria para alcançar o caminho de transição net-zero”.

Publicidade
Regras mais rígidas para emissões sofrem onda contrária na Europa
Regras mais rígidas para emissões sofrem onda contrária na Europa Regras mais rígidas para emissões sofrem onda contrária na Europa

O grupo também afirma que a indústria automotiva está migrando para os veículos elétricos e esse impacto positivo já ajuda a reduzir emissões. Da mesma forma os modelos a combustão já possuem, em sua maioria, limites muito baixos de emissões.

Novas normas do Euro 7 estão previstas para começar a valer em 2025
Novas normas do Euro 7 estão previstas para começar a valer em 2025 Novas normas do Euro 7 estão previstas para começar a valer em 2025

O novo Euro 7 que entra em vigor dentro de um ano e meio também quer reduzir até mesmo partículas provenientes de freios e pneus consideradas prejudiciais para o meio ambiente. A União Europeia também vem travando uma batalha entre o bloco e os Estados Unidos que impõem limites para a venda de carros elétricos do velho continente.

Publicidade
1/4 da Europa ainda usa energia nuclear e há 103 reatores no continente
1/4 da Europa ainda usa energia nuclear e há 103 reatores no continente 1/4 da Europa ainda usa energia nuclear e há 103 reatores no continente

Crise dos metais nobres vitais para veículos elétricos

Outro ponto crítico dessa questão são as limitações de energia elétrica disponível para abastecer os carros movidos a eletricidade. Países como Alemanha, França e Espanha estão com dificuldades de transição de energia elétrica para fontes renováveis uma vez que a Rússia vem restringindo o acesso ao gás natural.

Há 26 usinas de carvão em funcionamento na Europa
Há 26 usinas de carvão em funcionamento na Europa Há 26 usinas de carvão em funcionamento na Europa

Por outro lado, metais como o lítio de obtenção cara e escassa na Europa (e vital para fazer baterias de carros elétricos), também é outra barreira para a ampliação da produção de elétricos. Recentemente o presidente da França, Emmanuel Macron, esteve na Mongólia (entre China e Rússia) onde discutiu a obtenção de metais necessários para a indústria francesa de carros elétricos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.