Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

100 dias de mudanças econômicas

Alteração de rota na economia é clara; resta saber aonde esse novo caminho pode nos levar. Presidente põe em prática todas as promessas de campanha 

Blog do Nolasco|Do R7

Em 100 dias de governo Lula, já é possível ver mudanças claras na economia, e promessas que foram feitas na campanha estão sendo postas rapidamente em prática. Todos os processos de privatização foram encerrados. Correios, Petrobras, PPSA, Ceitec, Telebras, entre outras empresas que geram lucro ou prejuízo, vão continuar nas mãos do Estado. A intenção do governo é fazer dessas empresas indutoras de investimento, mas será que elas têm capacidade? Na nossa história recente, demonstraram que não. O governo tenta ainda reverter a capitalização da Eletrobras, estatal do setor elétrico que, por falta de investimentos, quase deixou o país no apagão. Um processo de venda de participação encerrado há apenas um ano, depois de aprovação do Congresso e de análise do Tribunal de Contas da União, que pode fazer com que o Brasil seja visto como um péssimo cumpridor de contratos.

Correios: processo de privatização encerrado
Correios: processo de privatização encerrado Correios: processo de privatização encerrado

Outro exemplo da mudança de rota é o marco do saneamento básico, aprovado pelo Congresso Nacional e que promete tirar várias regiões do país da vergonhosa falta de água tratada e de esgoto. Foram editados decretos para alterar regras importantes e dar uma nova esperança a estatais que nunca conseguiram fazer os investimentos necessários.

O teto de gastos, como prometido na campanha, acabou. Em seu lugar o governo tenta implementar uma nova regra fiscal que garante o crescimento do gasto público. Mais despesas, caro leitor, significam também mais impostos.

A política de juros do Banco Central é duramente criticada no governo Lula 3. Sim, os juros no país são exorbitantes, a mais alta taxa do mundo, mas que tem se mostrado necessária para conter a persistente inflação, que dificilmente vai ser controlada com maior gasto público.

Publicidade

O problema é que essa política economica já nos mostrou, durante os governos petistas, que pode nos levar à recessão e ao desemprego. A taxa de desemprego, aliás, começou a subir; é torcer para ser apenas um reflexo do início do ano.

Por outro lado, podemos ressaltar e louvar a maior preocupação com as minorias. Elas precisam de atenção, e esse foi um grave defeito do governo Bolsonaro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.