Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Christina Lemos - Blogs
Publicidade

Chuvas desafiam Doria, apesar de reforço no orçamento da Defesa Civil

Verba para a área, de R$ 53,2 milhões, foi mais que triplicada na gestão do tucano. Desastres persistem

Christina Lemos|Do R7

Governador João Doria: sobrevoo às áreas atingidas e liberação de R$ 15 milhões para apoiar os dez municípios mais afetados
Governador João Doria: sobrevoo às áreas atingidas e liberação de R$ 15 milhões para apoiar os dez municípios mais afetados Governador João Doria: sobrevoo às áreas atingidas e liberação de R$ 15 milhões para apoiar os dez municípios mais afetados

O cenário de duas dezenas de mortes, transtornos e prejuízos poderia ser pior no estado de São Paulo não fosse o esforço de aparelhamento da Defesa Civil, por meio do reforço nas verbas – é a avaliação no entorno do governador João Doria. O orçamento da área foi mais que triplicado durante a gestão do tucano, saltando de R$ 14 milhões para R$ 53,2 milhões.

O excesso de chuvas, no entanto, continua a desafiar os gestores municipais e estaduais, causando mortes em razão principalmente das muitas moradias localizadas em regiões inadequadas e do próprio déficit habitacional, que ocasiona construções irregulares. Neste domingo, Doria sobrevoou áreas afetadas e registrou em rede social “muita tristeza” com os danos causados pelas fortes chuvas. “Autorizei recursos para acolher os atingidos”, declarou. O montante anunciado foi de R$ 15 milhões, para dez prefeituras de municípios mais afetados. 

Auxiliares do governador informam que o reforço na atuação da Defesa Civil permitiu que em 2021 fossem celebrados 264 convênios em 251 municípios para aparelhamento da força na esfera municipal e melhoria das ações de assistência humanitária, percepção de risco e preparação para prevenção e socorro a desastres.

Em Brasília, assessores do presidente Jair Bolsonaro dão conta de que ele pretende visitar as áreas afetadas do estado nas próximas horas. O titular do Planalto e o governador do estado são adversários políticos e desafetos pessoais.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.