Christina Lemos Elizabeth, sobriedade e trabalho até o último minuto

Elizabeth, sobriedade e trabalho até o último minuto

A 48 horas do fim, rainha se vestiu e se penteou para dar posse a Liz Truss, terceira mulher a assumir o mais alto cargo da potência europeia

A rainha Elizabeth 2ª em seu primeiro encontro oficial com Liz Truss, a nova primeira-ministra do Reino Unido

A rainha Elizabeth 2ª em seu primeiro encontro oficial com Liz Truss, a nova primeira-ministra do Reino Unido

JANE BARLOW/AFP - 06.09.2022

Há incontáveis registros de imagens da mais longeva rainha dos tempos modernos – da juventude à maturidade, que documentam mais de nove décadas de uma intensa vida, marcada por sobressaltos de repercussão global. Mas talvez nenhum seja mais simbólico da essência da monarca britânica do que a foto de Jane Barlow, da Associated Press, há apenas dois dias. Não passaria de um registro meramente oficial, não fosse uma das últimas imagens de Elizabeth 2ª.

Na manhã da última terça-feira, a rainha acamada, recolhida no castelo de Balmoral, se vestiu e se penteou para a missão oficial que desconhece a condição física de quem não sabe, mas está a 48 horas do fim. Era hora de receber com a máxima dignidade a substituta de Boris Johnson no posto de primeiro-ministro do Reino Unido, em mais um delicado momento para a Inglaterra– nada de novo para quem já havia visto tudo. Calha de ser uma mulher a escolhida, o que naquele canto do mundo não chega a ser uma novidade. A brilhante Liz Truss, que cumpriu sólida carreira em cargos públicos, vai encararar enorme desafio. Mas, primeiro, se apresenta a Elizabeth. 

A foto exibe a fragilidade física da rainha, que se ampara numa bengala, pálida e magra como nunca, mas impecável na atitude. A primeira-ministra se curva levemente e parece gigante diante da pequena senhora que lhe transfere e legitima o poder.

Entre todas as imagens eternizadas de Elizabeth ao longo de décadas pela imprensa, pelo cinema, que se esforçou em interpretá-la, pelas séries que contam e recontam sua história - sem que ela jamais tivesse se oposto – escolherei esta última foto para lembrá-la. O registro de uma mulher que atravessou um século acertando e errando, como é da humana natureza, mas se manteve fiel a valores identificados com o seu povo, à sobriedade e à elegância na atitude e ao gosto pelo trabalho até o último minuto.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas