Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Amaro Aviation já tem duas aeronaves habilitadas para táxi aéreo

Certificada pela ANAC em dezembro do ano passado, a empresa tem sinal verde para oferecer voos fretados. Ideia é gerar rentabilidade para os cotistas e reduzir as despesas fixas

Luiz Fara Monteiro|Do R7

Amaro Aviation: aeronaves habilitadas para fretamento
Amaro Aviation: aeronaves habilitadas para fretamento Amaro Aviation: aeronaves habilitadas para fretamento

A Amaro Aviation, empresa do ramo de aviação executiva com foco no compartilhamento de aeronaves, foi certificada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) em dezembro para operar com táxi aéreo, e agora já tem duas aeronaves habilitadas para fretamento. É possível solicitar voos a bordo um jato Pilatus PC-24 e do modelo turboélice PC-12 NGX.

“A ideia é permitir que a aeronave voe mais horas, no tempo em que não está sendo usada pelos cotistas, e com isso diminuir os custos fixos deles, tornando a propriedade compartilhada ainda mais atraente”, disse Marcos Amaro, CEO da Amaro Aviation. 

Com a recente mudança da legislação, que tornou as operações mais seguras e mais simples para adquirir o ativo, um dos diferenciais da Amaro está em oferecer um serviço de propriedade compartilhada. “Nossa empresa já nasceu no modelo novo de compartilhamento de aeronaves, algo muito comum em outros mercados, como o americano, pois reduz os custos de aquisição e de manutenção, focando exatamente na necessidade de voar de cada pessoa”, disse Amaro. De acordo com o executivo, enquanto nos Estados Unidos cerca de metade da frota de aviação executiva é compartilhada, no Brasil, o número não chega a 1%.

Saiba mais sobre a Amaro Aviation

Publicidade

Fundada em 2020, em São Paulo por Marcos Amaro, João Mellão e Ksenia Kogan Amaro, a Amaro Aviation é uma empresa privada de aviação executiva. A companhia logo atraiu investidores e tratou de montar um time de executivos de primeiro escalão, conciliando profissionais com vasta experiência nos setores de aviação executiva e comercial.

Atualmente, a Amaro Aviation oferece um jato Pilatus PC-24 e um PC-12 NGX para propriedade compartilhada. Para o segundo trimestre de 2023, a empresa receberá mais um jato da Pilatus PC-24 e um turboélice Grand Caravan EX, que será utilizado especialmente para os destinos de Angra dos Reis, Paraty, Joinville e Florianópolis.

Publicidade

Para o terceiro trimestre de 2023, a Amaro também espera um King Air 260s da Beechcraft, que será destinado ao segmento do agronegócio brasileiro para atender cidades como Maringá, Blumenau, Anápolis, entre outras.

Já para o ano de 2024, a empresa receberá sua primeira aeronave da Embraer, o Phenom 300E, que já foi substancialmente vendido e contribuirá para a consolidação da marca no setor de aviação executiva no Brasil.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.