Luiz Fara Monteiro Passageiro abre porta e cai de avião momentos antes da decolagem

Passageiro abre porta e cai de avião momentos antes da decolagem

Homem que embarcou normalmente e abriu uma outra porta, sem autorização, foi atendido no pátio do Aeroporto Pearson, de Toronto, Canadá

Passageiro ferido após abrir porta de avião sem autorização e cair no pátio

Passageiro ferido após abrir porta de avião sem autorização e cair no pátio

Reprodução

Um passageiro a bordo de um voo da Air Canada de Toronto para Dubai abriu a porta da cabine e caiu na pista antes da decolagem na noite de segunda-feira, ferindo-se e causando longos atrasos.

O avião, um Boeing 777, estava parado na pista do Aeroporto Internacional Pearson de Toronto, preparando-se para a decolagem quando o incidente ocorreu. Não há informação sobre o que levou o passageiro - não identificado - a abrir a porta. A queda foi de 6 metros.

A Air Canada confirmou que durante o embarque do voo AC056, um passageiro “que havia embarcado normalmente na aeronave” abriu a porta da cabine do lado oposto da porta de embarque, em vez de ir para o seu assento enquanto a aeronave estava no portão. 

Como resultado, o passageiro sofreu ferimentos ao cair na pista. Os serviços de emergência e as autoridades foram chamados.

A Air Canada afirma que o voo, que estava programado para transportar 319 passageiros, foi atrasado e partiu mais tarde.

De acordo com o site da Air Canada, o voo AC056 partiu quase seis horas atrasado como resultado do incidente.

“Podemos confirmar que todos os nossos procedimentos aprovados de embarque e operação de cabine foram seguidos”, acrescentou a Air Canada em comunicado.

Um porta-voz da Autoridade dos Aeroportos da Grande Toronto (GTAA) confirmou que estava ciente do incidente.

“Trabalhamos com a companhia aérea, a Polícia Regional de Peel e o Peel EMS para fornecer apoio e determinar as necessidades imediatas”, disse o porta-voz.

Nenhum detalhe foi divulgado sobre o passageiro, seus ferimentos, ou o que causou o incidente neste momento.

A Air Canada afirma que continua investigando o incidente.

A Global News entrou em contato com a Peel Paramedics para comentar, mas não recebeu resposta no momento da publicação.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas