Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Mais de 70% dos brasileiros deixam de curtir o Carnaval por medo de golpes, diz Serasa

Fraude mais temida é a clonagem do cartão de crédito ou débito, seguida pelo uso desses meios de pagamento por terceiros

Renda Extra|Do R7, com Agência Brasil

Clonagem dos cartões de crédito ou débito é a fraude mais temida pelos brasileiros
Clonagem dos cartões de crédito ou débito é a fraude mais temida pelos brasileiros Clonagem dos cartões de crédito ou débito é a fraude mais temida pelos brasileiros

Apesar de já estar mais ou menos acostumado a conviver com a falta de segurança, o brasileiro sente mais medo de ser vítima de golpes no Carnaval e, por isso, curte a folia com algumas limitações. Uma pesquisa da Serasa mostra que 74% da população já deixou de ir a uma festa ou outro tipo de evento, pensando na própria segurança e na de seus bens.

Realizado entre 10 e 14 de fevereiro, o levantamento ouviu 1.573 consumidores cadastrados na base da empresa, especialista em registros e renegociação de dívidas. O objetivo foi conhecer os hábitos e as percepções do consumidor sobre segurança de dados nessa época do ano. 

A pesquisa também revela que, para 48% das pessoas entrevistadas, o sentimento de medo em relação a golpes e fraudes aumenta no período do Carnaval .

“Marcado pelo sentimento de alegria e festa, o Carnaval brasileiro concentra grandes aglomerações de pessoas, geralmente em total relax e descontração, clima perfeito para a ação dos golpistas”, fala Aline Sanchez, gerente do Serasa Premium.

Publicidade

Ainda segundo o levantamento, quando os foliões vão para as festas ou bloquinhos, os itens que levam, obrigatoriamente, são celular, dinheiro e documentos. Mesmo tendo o smartphone em mãos, 59% das pessoas disseram que preferem portar a versão física de seus documentos (em papel), enquanto 41% afirmaram usar a versão digital.

Com os cartões de crédito e de débito, o comportamento é parecido: 62% usam o cartão físico, e 38% optam pelo pagamento por meio de cartão digital (via carteira digital, smartwatch, tag etc.).

Publicidade

Medo justificado

O receio relacionado à festa tem explicação: três a cada dez consumidores já perderam ou tiveram algum pertence furtado ou roubado em eventos de Carnaval. O item mais citado na pesquisa foi o celular, por 48% dos entrevistados. 

Em segundo lugar entre os bens mais perdidos ou furtados estão os documentos (30%); depois vem o cartão de crédito e/ou débito (16%), e outros pertences (6%), categoria que inclui dinheiro em espécie, cordões e joias.

Publicidade

Quando o folião se dá conta da falta do pertence, a principal providência, tomada por 47% dos respondentes, foi o registro de boletim de ocorrência (47%). A primeira ação de 36% foi entrar em contato imediato com o banco, para cancelar o cartão. Entre outras atitudes, apareceram:

. Tentei recuperar meus documentos pelas redes sociais: 9%

. Procurei algum órgão de defesa do consumidor: 4%

. Procurei um advogado e entrei com uma ação na Justiça: 2%

Só depois de algum tempo, quando vêm as consequências, é que se descobre o golpe ou fraude. Alguns consumidores disseram que, após a perda dos bens, descobriram: clonagem do cartão de crédito e/ou débito (18%); realização de compras usando dados do cartão de crédito e/ou débito (15%); e nome sujo com dívidas que não reconhecem (9%).

"É muito importante se informar quais os golpes mais comuns na internet e tomar medidas para se proteger, como habilitar a autenticação em duas etapas nas contas bancárias e consultar fontes confiáveis antes de realizar transferências de dinheiro. E, se houver, qualquer suspeita de fraude, denuncie imediatamente às autoridades competentes", reforça Aline.

A pesquisa revelou, ainda, os 10 golpes que despertam mais medo no consumidor:

1º Clonagem do meu cartão de crédito/débito

2º Compras usando dados do meu cartão de crédito/débito

3º Empréstimos e financiamentos usando o meu nome

4º Golpes a partir do PIX

5º Pedidos de empréstimos no meu nome

6º Vazamentos de dados na internet

7º Emissões de cartão crédito usando o meu nome

8º Roubo de dados através de vírus

9º Roubos de dados em sites falsos

10º Clonagem da minha conta do WhatsApp

A pesquisa foi realizada de forma aleatória, por meio de questionário online, e considerou respondentes de todos os Estados do Brasil, de todas as faixas etárias, rendas e escolaridade.

Ajuda aos perdidos

A Serasa lançou uma campanha para ajudar quem vai às ruas e clubes no Carnaval e acaba perdendo perde algum bem. Chamada 'Quem Procura Acha', a ideia da campanha é conectar pessoas que encontraram documentos alheios, como CPF, RG ou CNH, com quem está procurando os itens perdidos.

Essa conexão será possível por meio de uma ferramenta, disponível no site da Serasa, que serve como um facilitador para conectar essas duas pessoas. O serviço fica disponível até o fim de fevereiro.

“Caso dê match, o folião que perdeu o documento receberá um e-mail com o contato de quem o encontrou, para que possam organizar o momento e as condições de entrega”, explica Aline Sanchez.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.