Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Delegada diz que agressor arrancou pedaços de paisagista com mordidas

Adriana Belém, que investiga o caso, disse não ter dúvidas de que o crime foi premeditado; Vinícius Serra será indiciado por tentativa de feminicídio 

Rio de Janeiro|Matheus Nascimento, do R7*

Elaine prestou depoimento nesta segunda-feira (25)
Elaine prestou depoimento nesta segunda-feira (25) Elaine prestou depoimento nesta segunda-feira (25)

A delegada Adriana Belém, da 16ª DP (Barra da Tijuca), concluiu, nesta segunda-feira (25), o inquérito que investiga a agressão contra a paisagista Elaine Caparróz. Ela disse não ter dúvidas de que o crime foi premeditado pelo suspeito Vinicius Serra, de 27 anos. Ele será indiciado por tentativa de feminicídio. 

Rio: homem morre baleado em tentativa de assalto na Tijuca

“A vítima detalha desde o início o contato que estabeleceu com o Vinícius através de redes sociais e aplicativos de mensagens. Ele sempre tentou forçar alguma forma de encontrá-la em casa e sozinha. Após o filho [Rayron Gracie] postar uma foto com ela em uma rede social, Vinícius viu o perfil e solicitou a amizade dela”, afirmou Belém.

Polícia faz operação contra tráfico de drogas na serra do RJ

Publicidade

A delegada ouviu Elaine pela primeira vez nesta tarde, já que a paisagista ficou seis dias internada por conta das lesões. Adriana Belém contou que a vítima relatou detalhes da violência durante o depoimento.

“Foi uma atitude monstruosa. Ele chegou a arrancar pedaços dela com mordidas e cuspir. Ele não pode conviver em sociedade.”

Publicidade

Ainda abalada, após o depoimento, Elaine disse que espera o cumprimento da lei e que a Justiça faça seu trabalho: “Não adianta você denunciar e eles depois saírem para o convívio normal e voltar a cometer crimes. Que a Justiça possa dar uma atenção maior, para que possamos combater este tipo de crime e evitar que esses delinquentes fiquem soltos.”

Leia também

Possível rixa com família Gracie

Publicidade

Com o inquérito finalizado nesta segunda, Belém falou sobre uma possível rixa de Vinícius, que também é lutador, com membros da família Gracie, muito conhecida no meio das artes marciais. “Vamos apurar com a Justiça para ver se tem algo nessa linha, iremos apurar essa circunstância.”

Segundo a delegada, nenhum advogado de Vinícius Serra se apresentou para representá-lo. Os pais do agressor foram intimados para depor, mas não compareceram à delegacia. O R7 tenta contato com a defesa do acusado e deixa o espaço aberto para qualquer manifestação.

O caso

A paisagista conhecia o lutador de jiu-jitsu através da internet e os dois resolveram marcar de se encontrar no apartamento de Elaine no último sábado (16), na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Na hora de se identificar com o porteiro, Vinícius deu o nome de Felipe. Na madrugada, o lutador espancou Elaine e deixou seu rosto desfigurado. O suspeito que está preso preventivamente alega ter tido um surto. Ele foi transferido para um hospital psiquiátrico, onde passará por exames.

Assista ao vídeo:

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.