Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Lula conversou por telefone com prefeitos do Rio e de Belford Roxo sobre chuvas, diz Planalto

Comunicado informa que ministro da Integração irá ao RJ para encaminhar medidas de auxílio aos afetados pelas chuvas

Rio de Janeiro|Agência Estado

Lula acompanha situação do Rio, diz Planalto
Lula acompanha situação do Rio, diz Planalto Lula acompanha situação do Rio, diz Planalto (Evaristo Sa/AFP — 20/12/2023)

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhou neste domingo (14) a situação dos temporais e alagamentos na cidade do Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense, além de outras regiões do Sudeste do Brasil, de acordo com nota divulgada no período da noite pelo Palácio do Planalto.

Segundo o texto, ao longo do dia o presidente conversou por telefone com os prefeitos do Rio, Eduardo Paes, e de Belford Roxo, Wagner dos Santos Carneiro, e garantiu o apoio do governo federal ao trabalho das prefeituras e assistência da população atingida pelas chuvas.

Lula também conversou com os ministros Waldez Góes (Integração e do Desenvolvimento Regional) e Wellington Dias (Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome), para acompanharem os trabalhos das equipes de assistência e de infraestrutura.

O ministro Waldez, conforme o comunicado, deve viajar à região com uma equipe do governo federal para acompanhar a situação e encaminhar as medidas de auxílio aos afetados pelas chuvas.

Publicidade

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Assine a newsletter R7 em Ponto

Publicidade
Fortes chuvas causaram transtornos no Rio no fim de semana
Fortes chuvas causaram transtornos no Rio no fim de semana Fortes chuvas causaram transtornos no Rio no fim de semana (FAUSTO MAIA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO - 14.01.2024)

Fortes chuvas

Fortes chuvas atingiram o estado do Rio de Janeiro desde o sábado (13), causando estragos especialmente na Zona Norte da cidade e em municípios da região metropolitana. Até as 21h45 deste domingo, a Defesa Civil tinha confirmado a morte de 11 pessoas

Depois dos temporais deste fim de semana, o Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden-RJ) emitiu um alerta de risco muito alto e alto de deslizamento para 18 municípios. A previsão do tempo indica que a chuva deve continuar ao longo da noite, com pancadas isoladas.

Publicidade

Leia também

A prefeitura determinou que oito locais na Zona Norte fossem transformados em pontos de assistência aos moradores afetados. O acesso de veículos à Avenida Brasil, uma das principais da cidade, chegou a ser interditado, mas foi totalmente liberado no fim desta manhã, informou o Centro de Operações do Rio (COR).

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), pediu que as pessoas evitem circular na cidade neste domingo em virtude dos estragos causados pelas chuvas. Diretamente do Centro de Crise instalado pela prefeitura na Pavuna, um dos bairros que mais sofreram com a tempestade, o gestor falou sobre a situação e alertou sobre o risco de mais chuvas ainda neste domingo.

A capital fluminense permanece em estágio 4 — o penúltimo nível de uma escala que vai até 5 —, e a situação ainda é de grande perigo. “Mantenha-se em local seguro”, escreveu o centro de operações após a liberação da Avenida Brasil.

Governador interrompe férias

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, anunciou que vai interromper suas férias e voltará à capital fluminense ainda na noite deste domingo (14) para atuar na força-tarefa de resgate e auxílio aos municípios do estado afetados pelas fortes chuvas no estado.

Conforme a Secretaria de Comunicação do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Castro vai se reunir com o Comitê de Chuvas às 10h desta segunda-feira (15). O encontro está previsto para acontecer no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), com representantes dos órgãos envolvidos na operação, como o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil.

Castro saiu em viagem de férias para Orlando, nos Estados Unidos. Desde as primeiras notícias sobre a tragédia no estado do Rio, o governador tem feito publicações em redes sociais sobre ações nas cidades afetadas. Segundo Castro, os bombeiros chegaram a atender 200 ocorrências envolvendo as chuvas em um prazo de 24 horas, desde sábado.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.