Rio de Janeiro MPRJ obtém afastamento do prefeito de Engenheiro Paulo de Frontin por fraude em licitação

MPRJ obtém afastamento do prefeito de Engenheiro Paulo de Frontin por fraude em licitação

Acusados montaram um esquema criminoso para direcionar licitações a uma empresa de consultoria

Prefeito José Emmanoel foi denunciado e afastado

Prefeito José Emmanoel foi denunciado e afastado

Reprodução/Prefeitura Engenheiro Paulo de Frontin

O MP-RJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) obteve, na quarta-feira (10), o afastamento do prefeito de Engenheiro Paulo de Frontin, José Emmanoel Rodrigues Artemenko, durante a terceira fase da Operação Rodeio. O prefeito da cidade do centro-sul fluminense é denunciado por ilegalidades decorrentes de uma contratação fraudulenta feita através de direcionamento de licitação.

Também foram afastados o procurador-geral do município, a secretária municipal de Planejamento e Orçamento, o coordenador de Planejamento orçamentário e a agente administrativa da Secretaria Municipal de Administração.

Nessa terceira fase da operação, foram cumpridos mandados de busca e apreensão contra seis pessoas físicas e três jurídicas, nos municípios do Rio de Janeiro e Angra dos Reis.

De acordo com as investigações do MP-RJ, os acusados montaram um esquema criminoso para direcionar licitações a uma empresa de consultoria. Além dos cargos citados, outras 5 pessoas foram denunciadas, incluindo os sócios da empresa favorecida. 

Segundo a promotoria, os envolvidos foram denunciados por frustrar o caráter competitivo do processo licitatório, falsificação e uso de documento público falso. Eles estão proibidos de acessar as dependências do Poder Executivo Municipal.

A reportagem do R7 tentou contato com a prefeitura de Paulo Engenheiro de Frontin e não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

*Sob a supervisão de PH Rosa

Últimas