Rio de Janeiro Polícia prende cinco integrantes de quadrilha que revendia celulares roubados no centro do Rio

Polícia prende cinco integrantes de quadrilha que revendia celulares roubados no centro do Rio

Agentes buscam cumprir 19 mandados de prisão na operação Ligação Direta; grupo começou a ser investigado em 2021

Cerca de cinco pessoas foram presas até o momento

Cerca de cinco pessoas foram presas até o momento

Divulgação Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu cinco pessoas e apreendeu aparelhos celulares que eram roubados e revendidos pela internet durante a operação "Ligação Direta", nesta quarta-feira (15), no centro do Rio. Também foram realizadas buscas nas cidades de São Gonçalo, Nova Iguaçu, Japeri e Arraial do Cabo.

De acordo com o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), os criminosos anunciavam os aparelhos celulares em um site de compras e marcavam o encontro para a venda em pontos movimentados, geralmente em estações do metrô na região central.

Além disso, no local, os suspeitos entregavam o aparelho com notas fiscais falsas e finalizavam o negócio utilizando maquininha para cartão.

Suspeitos entregavam o aparelho com notas fiscais falsas

Suspeitos entregavam o aparelho com notas fiscais falsas

Divulgação Polícia Civil

As investigações eram realizadas desde 2021, identificando criminosos que, além de roubar, vendiam os aparelhos celulares para outras vítimas como se fosse uma comercialização lícita.

De acordo com o delegado Deoclécio Assis, usuários que compram aparelho celular sem nota fiscal pode estar cometendo o crime de receptação.

“Ao comprar um celular sem nota fiscal, de procedência duvidosa, o cidadão pode estar cometendo o crime de receptação. Esse tipo de compra, que parece vantajosa pelo preço abaixo do praticado no mercado, alimenta toda uma cadeia criminosa e pode ter custado a vida de uma vítima", disse o delegado.

A operação contou com policiais da 5ª DP (Mem de Sá).

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas