Rio de Janeiro RJ: abertura de hospital de campanha é adiada pela 4ª vez

RJ: abertura de hospital de campanha é adiada pela 4ª vez

Governo estadual chegou a anunciar que a unidade de São Gonçalo receberia pacientes com covid-19 nesta quinta (28), mas a gestora não confirma

Hospital de Campanha foi montado em São Gonçalo

Hospital de Campanha foi montado em São Gonçalo

Divulgação/Governo do RJ

A abertura do Hospital de Campanha de São Gonçalo, na região Metropolitana do Rio, para atender pacientes infectados pelo novo coronavírus, foi adiada pela quarta vez.

O governo estadual chegou a anunciar que a unidade receberia pessoas em tratamento contra a covid-19 nesta quinta (28), o que ainda não ocorreu.

No último comunicado, a OS (Organização Social) Iabas, responsável pela gestão da unidade, explicou que o atrasou foi provocado pela necessidade de trocar parte do piso, contaminado com piche durante uma visita do deputado estadual Filippe Poubel (PSL) na unidade.

No entanto, após divulgar que o novo prazo seria nesta quinta, a assessoria da Iabas disse à produção da Record TV Rio que o hospital não vai mais abrir hoje. A nova data também não foi informada. 

A vistoria do deputado estadual Filippe Poubel na unidade foi cercada de confusão, inclusive com xingamentos e denúncias sobre seguranças armados no local. Poubel alegou a prerrogativa de função para fiscalizar as obras, que estão no centro das investigações sobre desvio de verbas públicas do governo estadual durante a pandemia do novo coronavírus.

Últimas