Rio de Janeiro RJ: atirador ameaçou criança antes de disparo em festa de aniversário

RJ: atirador ameaçou criança antes de disparo em festa de aniversário

Testemunhas afirmaram que rapaz de 21 anos estava bastante alterado. Ele tentou fugir após o crime, mas foi contido por pessoas que estavam no local

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*

Suspeito não era conhecido pela família de Enzo

Suspeito não era conhecido pela família de Enzo

Record TV

Familiares de Douglas Enzo, de 4 anos, morto durante a própria festa de aniversário no último domingo (7), em Magé, na Baixada Fluminense, afirmaram que o suspeito de ter atirado na criança não havia sido convidado para a comemoração. 

Segundo o irmão de Enzo, o rapaz de 21 anos foi até o local para procurar um amigo e ao chegar teria torcido o braço da criança. Ele também teria a ameaçado caso ela contasse a alguém sobre o ocorrido. Pouco depois, a vítima foi baleada. 

Caso João Pedro: Polícia Civil adia reprodução simulada da morte

Após atingir o menino, o suspeito tentou fugir, mas foi contido pelos convidados que conseguiram pegar a arma e a chave do carro. Ele foi preso por porte ilegal de arma e homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

Enzo chegou a ser levado para o Centro de Pediatria de Piabetá, mas não resistiu ao ferimento. 

De acordo com a 60ª DP (Campos Elíseos), existem três versões para o crime. A primeira é a do acusado que disse a arma disparou após cair no chão. No entanto, o irmão mais novo de Enzo contestou essa hipótese e afirmou ter visto o momento em que o rapaz pegou o revólver e apontou para a vítima.

A mãe contou que ouviu uma discussão do suspeito com as crianças antes do crime e o pai relatou que o homem abraçou Enzo antes de efetuar o disparo.

Assista a reportagem:

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas