Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Alunos realizam júri simulado baseado em um caso real de assassinato

Simulação tem como base julgamento mulher acusada de mandar matar o marido, na zona norte de São Paulo

São Paulo|Do R7

Em julgamento simulado realizado em maio, alunos fizeram sustentações orais (RECORD)

Alunos da Universidade Anhanguera realizaram na tarde de sexta-feira (7) uma sessão de júri simulado, que teve como base um julgamento real, realizado em 2000 pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. O evento, intitulado “II Grande Júri Simulado I As diversas faces de um homicídio - Histórias da Vida Real”, ocorre pelo segundo ano consecutivo.

O julgamento teve como ré uma mulher acusada de ser mandante do assassinato do próprio marido, por possíveis questões conjugais. Segundo as investigações, o homicídio foi realizado por dois amigos da acusada, em 1998, na zona norte de São Paulo.

A simulação é realizada no II Tribunal de Júri de São Paulo, por estudantes que não sabem o resultado do julgamento e orientados por Luís Francisco Flora, que atuou como advogado de defesa do caso. Durante o julgamento, os estudantes fazem sustentações orais representando tanto a defesa quanto o Ministério Público.

O evento foi aberto a estudantes de cursos universitários de diversas áreas, assim como amigos, familiares e cidadãos que tenham interesse em atividades judiciais.

O júri simulado é realizado em parceria com a OAB e Instituto Cidadão - Em Defesa do Consumidor.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.