São Paulo Faca é achada em escola e causa pânico entre alunos no ABC paulista

Faca é achada em escola e causa pânico entre alunos no ABC paulista

Segundo a mãe de um dos estudantes, uma faca de churrasco foi encontrada no pátio da escola logo no início das aulas do dia

  • São Paulo | Dayres Vitória, da Agência Record*

Resumindo a Notícia
  • Uma faca foi encontrada em uma unidade do Sesi, em São Bernardo do Campo.

  • Cerca de 30 pais compareceram à escola e participaram de uma reunião com a direção.

  • Viaturas da polícia foram acionadas pelos próprios pais.

  • A direção do Sesi registrou dois boletins de ocorrência, e o caso está sendo investigado.

Caso ocorreu em uma unidade do Sesi

Caso ocorreu em uma unidade do Sesi

Reprodução/ Google Street View

Uma faca foi encontrada em uma escola e deixou pais e alunos assustados em uma unidade do Sesi (Serviço Social da Indústria) em São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista, na manhã da última quarta-feira (29).

A instituição Sesi fica localizada na rua Suécia, no bairro de Assunção. De acordo com a mãe de um dos estudantes, que preferiu não ser identificada, uma faca de churrasco foi encontrada no pátio da escola logo no início das aulas do dia.

Por volta das 7h, logo após a entrada dos alunos, o filho dela, de apenas 10 anos, ligou para a mãe e pediu a ela que fosse buscá-lo. A criança informou haver comentários entre os estudantes de um possível massacre na escola durante o intervalo.

A mãe pediu calma ao menino e o orientou a procurar algum funcionário da instituição. A mulher tentou contato com a escola, porém, sem sucesso. Sem obter retorno e preocupada, ela foi até a unidade para ver o filho e levá-lo embora.

Familiares se preocupam

Por volta das 10h, as mães de alguns dos alunos começaram a se comunicar sobre um possível ataque na escola. Uma das mulheres, preocupada, também se encaminhou até a instituição para buscar o filho. Ao chegar ao Sesi, a responsável foi informada por um funcionário que um objeto cortante teria sido encontrado no pátio do local.

Na manhã desta quinta-feira (30), cerca de 30 pais compareceram à escola e participaram de um reunião com a direção.

Segundo o que foi comunicado, a segurança da unidade será reforçada com instalação de catracas e de novas câmeras de segurança. Durante a reunião, viaturas da polícia foram acionadas pelos próprios pais, que estavam assustados com a situação.

Ainda de acordo com uma das mães, algumas das crianças também estavam com medo de retornar às aulas.

A direção do Sesi registrou dois boletins de ocorrência relativos ao ocorrido. O caso foi registrado e segue sob investigação no 3° DP (São Bernardo do Campo).

*Sob supervisão de Nayara Paiva, da Agência Record

Últimas