Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Família de goianas presas embarca para Alemanha com a esperança de retornar ao Brasil com elas

Kátyna Baia e Jeanne Paolini foram detidas erroneamente pela polícia alemã no dia 5 de março e ainda não foram liberadas

São Paulo|Do R7

Kátyna Baia e Jeanne Paolini estão presas desde o dia 5 de março
Kátyna Baia e Jeanne Paolini estão presas desde o dia 5 de março Kátyna Baia e Jeanne Paolini estão presas desde o dia 5 de março

A família das goianas Kátyna Baia e Jeanne Paolini embarcou na tarde desta segunda-feira (10) rumo a Frankfurt, na Alemanha, com a esperança de retornar ao Brasil com as duas. A personal trainer e a médica-veterinária estão presas no país há 38 dias por tráfico internacional de drogas após terem a etiqueta das malas trocadas no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

A mãe de Jeanne, Valéria Paolini, e a irmã de Kátyna, Lorena Baia, foram acompanhadas da advogada das goianas aqui no Brasil, Luna Provázio, e ainda não sabem se conseguirão voltar com a família completa.

Kátyna e Jeanne tinham a intenção de curtir 20 dias de férias em Berlim, na Alemanha. No entanto, desembarcaram em Frankfurt para uma escala e acabaram presas pela polícia alemã, no dia 5 de março, após terem sido associadas a bagagens com 40 kg de cocaína.

A defesa das duas já enviou todas as imagens e os documentos que provam a inocência das duas para a Alemanha, mas ainda não recebeu uma resposta sobre a liberação delas.

Assista à reportagem completa:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.