Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Feriado de Tiradentes termina com mais de 30 mil infrações de trânsito em SP, segundo Polícia Rodoviária

Multa mais aplicada foi de excesso de velocidade, com 24.937 delitos; foram registrados, também, 450 acidentes de trânsito

São Paulo|André Carvalho, da Agência Record

A rodovia Castello Branco é uma das mais usadas durante os feriados
A rodovia Castello Branco é uma das mais usadas durante os feriados A rodovia Castello Branco é uma das mais usadas durante os feriados

O Comando de Policiamento Rodoviário, que é um segmento especializado da Polícia Militar do estado de São Paulo, registrou 30.499 atuações por descumprimento das regras de trânsito nas rodovias estaduais durante todo o feriado de Tiradentes. O policiamento começou à 0h do dia 20 de abril e perdurou até as 23h59 do dia 23, durante a operação Tiradentes – 2023.

Do total de multas, 24.937 foram por excesso de velocidade, 7.192 por falta de uso do cinto de segurança, 1.572 por direção sob a influência de álcool, 1.572 por ultrapassagens em locais proibidos e 1.293 por uso de telefone celular na direção de veículo automotor.

Além disso, 35.301 condutores motoristas foram submetidos ao bafômetro depois de demonstrar o descumprimento de regras de circulação e conduta, e dez motoristas foram conduzidos a Distritos Policiais pelo crime de embriaguez ao volante.

Foram cerca de 3.400 homens e mulheres distribuídos em mais de 800 viaturas e Bases Operacionais, de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual.

Apreensão de drogas nas rodovias

No mesmo período, o Policiamento Rodoviário apreendeu 402 kg de drogas, sendo 396 kg de maconha, 4 kg de crack e 1 kg de cocaína, além de quatro armas de fogo. Também houve a apreensão de 165 mil maços de cigarros, 150 aparelhos celulares e 118 frascos de perfume, o que resultou em 44 pessoas presas em flagrante e 26 veículos produtos de ilícitos recuperados. Nove foragidos da Justiça foram recapturados e reintegrados ao sistema prisional.

Também foram registrados 450 acidentes de trânsito, 260 deles sem vítimas e 190 com vítimas — 290 com ferimentos leves, 69 graves e 22 mortes. A maioria poderia ter sido evitada, e, segundo o levantamento, as principais causas de acidentes continuam relacionadas a imprudência, negligência ou imperícia dos condutores ou dos pedestres.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.