São Paulo Governo de SP bloqueia acesso a redes sociais em escolas estaduais

Governo de SP bloqueia acesso a redes sociais em escolas estaduais

Objetivo é evitar que haja dispersão para conteúdos classificados como inapropriados, segundo a Secretaria de Educação

  • São Paulo | Rodrigo Balbino, da Agência Record

Bloqueio do acesso a determinados aplicativos não inviabiliza o uso de seu conteúdo

Bloqueio do acesso a determinados aplicativos não inviabiliza o uso de seu conteúdo

Rovena Rosa/Agência Brasil

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Educação, proibiu em toda a rede estadual de ensino o uso de redes sociais e serviços de streaming. Por meio de nota, a secretaria informou que o objetivo da ação "é focar no desenvolvimento da aprendizagem de qualidade, sem que haja a dispersão para conteúdos considerados inapropriados".

De acordo com o órgão, o bloqueio do acesso a determinados aplicativos e plataformas não inviabiliza o uso de seu conteúdo para fins pedagógicos em sala de aula, como preveem as disciplinas que fazem parte do currículo paulista.

A Seduc-SP (Secretaria da Educação do Estado de São Paulo) informou, por meio de nota, que apoia a conexão das tecnologias e aplicativos à rede estadual e, por isso, disponibiliza o Centro de Mídias SP e o Diário de Classe SP. 

A pasta possui também parcerias com a Microsoft e o Google, que disponibilizam softwares e ferramentas inseridas para uso de acordo com as necessidades da rotina de aprendizagem dos alunos.

Últimas