São Paulo MP pede que representação de Isa Penna contra Cury seja arquivada

MP pede que representação de Isa Penna contra Cury seja arquivada

Deputadas haviam pedido investigações sobre atuações políticas do parlamentar durante o período da punição por assédio sexual

  • São Paulo | Do R7

Caso ocorreu em dezembro passado

Caso ocorreu em dezembro passado

Reprodução/TV Alesp

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) pediu o arquivamento de uma representação proposta pela deputada estadual Isa Penna (PSOL) contra o parlamentar Fernando Cury, afastado seis meses do cargo por assediar sexualmente a colega na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), em dezembro passado. No inquérito, Penna e outras deputadas argumentaram que Cury continuava exercendo seu mandato mesmo no período da punição.

Elas se basearam em publicações nas redes sociais que mostravam o político se reunindo com autoridades públicas na iniciativa chamada de “Caravana 2021”.

Na página do prefeito de São Manuel-SP, Ricardo Salaro (PPS), por exemplo, um vídeo publicado se referia a Cury como deputado estadual.

No documento em que pede o arquivamento desta representação, assinado pelo procurador de Justiça Mario Antonio Tebet, o MP argumenta que “a realização ou participação em eventos de cunho político ou mesmo partidário não é suficiente para caracterizar ato inerente ao ofício de parlamentar”.

O órgão também aponta que Fernando Cury não compareceu à Alesp, participou de sessões ou comissões, não apresentou proposituras, e, portanto, segundo o texto, não estaria descumprindo a punição de 180 dias.

Últimas