Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Paulistanos estão usando mais o carro e 88% da população é favorável às ciclovias

Segundo pesquisa do Ibope, 43% das pessoas querem rodízio de dois dias na cidade

São Paulo|Marcia Francês, do R7

Haddad participa do lançamento da pesquisa sobre mobilidade
Haddad participa do lançamento da pesquisa sobre mobilidade Haddad participa do lançamento da pesquisa sobre mobilidade

Uma pesquisa sobre mobilidade urbana divulgada nesta quinta-feira (18) mostrou que o paulistano está usando mais o carro no último ano. Ao mesmo tempo, a maior parte da população está disposta a trocar o automóvel pelo transporte coletivo, desde que haja melhorias na prestação do serviço.

Em 2013, eram 52% o número de paulistanos com carro. Em 2014, esse número passou para 62%. O crescimento foi observado em todas as faixas de renda, escolaridade e região da cidade. Destes, 38% utilizam os veículos todos os dias, índice 11% maior do que o do ano passado.

Ao mesmo tempo, 88% dos paulistanos disseram ser favoráveis às ciclovias e 90% aprovam as faixas exclusivas para ônibus.

Leia mais notícias sobre São Paulo

Publicidade

A pesquisa foi realizada pelo Ibope a pedido da Rede Nossa São Paulo e acontece pelo oitavo ano consecutivo.

De acordo com o levantamento, 71% dos paulistanos deixariam o carro em casa se houvesse “uma boa alternativa de transporte público”. O índice corresponde a cerca de 2,3 milhões de paulistanos. Entre os principais problemas citados estão lotação, tempo de espera e poucas linhas de ônibus.

Publicidade
Grande maioria dos paulistanos é favorável à construção e ampliação das ciclovias
Grande maioria dos paulistanos é favorável à construção e ampliação das ciclovias Grande maioria dos paulistanos é favorável à construção e ampliação das ciclovias (Daia Oliver)

O prefeito Fernando Haddad, que participou do lançamento da pesquisa, enfatizou que a população entende que o transporte público e o individual não motorizado precisam de atenção da gestão municipal.

— Eu não tenho nada contra o carro. Eu tenho a favor do pedestre, dos ônibus, dos transportes públicos. E só uma questão de equilibrar o jogo a favor de outros modais que são sustentáveis.

Publicidade

Trânsito

Os paulistanos também estão mais favoráveis à ampliação do rodízio de veículos. Subiu de 36% para 43% os que gostariam que a restrição aos carros fosse ampliada para dois dias. Não é para menos. Afinal, 70% das pessoas consideram o trânsito da cidade ruim ou péssimo.

O tempo médio gasto com deslocamento na cidade todos os dias chega a duas horas e 46 minutos.

Uma parcela significativa da população (41%) defende o passe livre no transporte público para todos os usuários.

Respeito

Os entrevistados também avaliaram que caiu o respeito às faixas de pedestre no último ano. Entre os usuários de carro, no entanto, 90% defendem multa para quem invade as faixas. Quanto aos ciclistas e motociclistas, 80% acreditam que eles são muito desrespeitados no trânsito. 

Qualidade de vida

A capital paulista foi avaliada como um lugar bom ou ótimo para se morar para 66% dos entrevistados. A saúde continua sendo a maior preocupação dos paulistanos. Mas o destaque está para o abastecimento de água. Em 2013, este item era o 18º colocado no ranking de problemas da cidade. Hoje, ele é o 6º maior motivo de preocupação.

A pesquisa ouviu 700 pessoas entre os dias 29 de agosto e 3 de setembro. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.