São Paulo Paulistas caem na estrada e enfrentam trânsito às vésperas das festas de fim de ano

Paulistas caem na estrada e enfrentam trânsito às vésperas das festas de fim de ano

Cerca de 5 milhões de carros devem passar pelas rodovias de São Paulo nos feriados de Natal e Ano-Novo, segundo a Artesp

  • São Paulo | Do R7

Artesp espera cerca de 5 milhões de carros nos feriados

Artesp espera cerca de 5 milhões de carros nos feriados

Edu Garcia/R7 - 22.12.2023

Com a proximidade do Natal e das festas de Ano-Novo, mais de 5,2 milhões de veículos deixarão a cidade de São Paulo e a região metropolitana em direção ao litoral e ao interior do estado. Grande parte dos motoristas e passageiros caem na estrada para encontrar a família e amigos.

Esse é o caso do engenheiro civil Rodrigo Fernandes, de 43 anos, que aproveitou a tarde desta sexta-feira (22) para pegar a estrada com a esposa e seu pet, que estava viajando pela segunda vez.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Ele contou ao R7 que passaria as festas de fim de ano com a família. “Este ano vou para a casa dos meus pais, em Hortolândia (SP)", disse.

Rodrigo e a esposa vão passar as festas com a cachorra Lua

Rodrigo e a esposa vão passar as festas com a cachorra Lua

Edu Garcia/R7 - 22.12.2023

"Basicamente, quando não vou para lá, vou para a casa da família da minha esposa, que fica em Joaçaba (SC). A gente decidiu sair um pouquinho mais cedo para evitar um pouco do trânsito”, continuou Rodrigo.

O engenheiro também disse que normalmente faz esse trajeto no sábado de manhã, porém, neste ano, conseguiu uma folga no trabalho e foi na sexta-feira, para tentar fugir do trânsito. Mas o casal não teve tanta sorte. "Acabei pegando um congestionamento no Rodoanel", afirmou ele.

O médico Eduardo Henrique de Freitas Ramos, de 42 anos, estava a caminho da casa do sogro, em Ribeirão Preto, também no interior paulista, para passar o Natal. Normalmente, demoram oito horas para chegar no destino. “Para mim o trânsito está igual a todos os anos”, afirmou.

Com destino semelhante ao de Eduardo Henrique, o analista de sistemas Ramon Pimentel, de 44 anos, foi com os filhos, a esposa e a cachorra da família para Sertãozinho. Ao contrário do médico, Pimentel classifica o trânsito no Rodoanel como “ferrado”.

André e as crianças enfrentaram a estrada com dois cachorros

André e as crianças enfrentaram a estrada com dois cachorros

Edu Garcia/R7 - 22.12.2023

Sozinho com os três filhos e os dois cachorros, o professor André Luís Ribeiro, de 47 anos, ia em direção a Poços de Caldas, em Minas Gerais, para reunir a família no Natal na casa da mãe. Para driblar as horas no trânsito, o educador conta que distrai os filhos com músicas e filmes.

"A gente vai conversando, brincando, põe música, às vezes põe vídeo no celular. De vez em quando a gente libera um joguinho no celular, mas não a viagem inteira", comentou André. 

Trânsito

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) informou que os piores momentos para sair da capital nos próximos dias devem ser nas sextas-feiras (22 e 29), entre as 14h e 22h.

A companhia também aconselha os motoristas a evitar o acesso ao sistema viário da cidade nesse intervalo, optando por vias alternativas.

Segundo a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), a expectativa é que mais de 5,2 milhões de veículos sigam em direção ao litoral e ao interior paulista pelas principais rodovias de saída da capital e da Grande São Paulo a partir desta sexta-feira.

Motorista enfrenta tráfego intenso para a saída do feriado nesta sexta-feira; veja a situação das estradas

Últimas