São Paulo Prefeito de Rio Grande da Serra (SP) alega ter sofrido ameaça de morte

Prefeito de Rio Grande da Serra (SP) alega ter sofrido ameaça de morte

Claudio Manoel Melo (Podemos) reforçou a segurança pessoal e registrou boletim de ocorrência. Polícia Civil investiga o caso

  • São Paulo | Beatriz Leite, da Agência Record*

Prefeito alega sofrer ameaças

Prefeito alega sofrer ameaças

Divulgação

O prefeito de Rio Grande da Serra, Claudio Manoel Melo, mais conhecido como Claudinho da Geladeira (Podemos), alega ter sofrido ameaça de morte. O anúncio foi feito aos vereadores e à imprensa nesta sexta-feira (23).

De acordo com o inquérito policial elaborado pela delegacia de Rio Grande da Serra no último dia 19, o prefeito relatou que ouviu de uma fonte anônima que adversários políticos estariam tramando matá-lo. A polícia investiga o caso.

O prefeito não soube dizer quem seriam esses adversários, mas, por medo, reforçou sua segurança com agentes da GCM (Guarda Civil Municipal) e da Polícia Militar. Claudinho afirmou ainda que passará a usar colete à prova de balas e entrará com um pedido para ter direito ao porte de arma.

"Nossa cidade já tem um histórico de assassinato por motivação política, com o caso do prefeito Carlão. Mais recentemente, em janeiro, tivemos o sequestro do vereador Marcelo Akira. O ex-prefeito Gabriel Maranhão também foi vítima de um atentado no mesmo mês", afirmou Claudio Manoel Melo.

*Com supervisão de Letícia Dauer, da Agência Record

Últimas