Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Prefeitura de Jundiaí (SP) confirma morte de piloto por febre maculosa

Douglas Pereira Costa viajou para Campinas com a namorada, Mariana Giordano, que também morreu da doença

São Paulo|Do R7

Douglas era piloto da C300 Cup
Douglas era piloto da C300 Cup Douglas era piloto da C300 Cup

A Prefeitura de Jundiaí confirmou nesta terça-feira (13) a morte do piloto Douglas Pereira Costa por febre maculosa. Ele, que é morador da cidade, e a namorada, Mariana Giordano, morreram da doença após uma viagem às cidades de Campinas, no interior de São Paulo, e Monte Verde, em Minas Gerais.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Segundo o Poder Executivo municipal de Jundiaí, a confirmação da morte por febre maculosa foi enviada pelo Instituto Adolfo Lutz, ligado à Secretaria da Saúde de São Paulo. A pasta estadual, por sua vez, não confirmou o resultado.

Publicidade

Douglas e Mariana apresentaram subitamente febre, dores e manchas vermelhas no corpo. O casal passou poucos dias internado até ter o óbito constatado.

Além dos dois, uma terceira pessoa — uma mulher de 28 anos, moradora de Hortolândia (SP) — também pode ter morrido por febre maculosa. Os exames dela também foram enviados ao Adolfo Lutz.

Publicidade

Assim como Douglas e Mariana, a mulher de 28 anos também foi ao evento em Campinas, área conhecida por ser endêmica para a febre maculosa.

A Prefeitura de Campinas informou que, após ser notificado dos casos, nesta segunda-feira (12), o Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) desencadeou ações de prevenção, informação e mobilização contra a febre maculosa na fazenda Santa Margarida, local do evento. O distrito de Joaquim Egídio é mapeado como área de risco para a doença.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.