São Paulo Sargento que fuzilou PMs teve a prisão convertida em preventiva

Sargento que fuzilou PMs teve a prisão convertida em preventiva

O crime ocorreu na segunda-feira (15), no interior de São Paulo; o atirador passou pela audiência de custódia apenas nesta sexta

  • São Paulo | Letícia Dauer, do R7

Sargento Gouveia era conhecido por ser gentil

Sargento Gouveia era conhecido por ser gentil

Reprodução/Youtube

O sargento Claudio Henrique Frare Gouveia, de 53 anos, que matou dois colegas de trabalho a tiros de fuzil na segunda-feira (15), em Salto, no interior de São Paulo, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. Ele passou pela audiência de custódia às 14h desta sexta-feira (19), de acordo com o TJM-SP (Tribunal de Justiça Militar de São Paulo).

O juiz José Álvaro Machado Marques, da 4ª Auditoria Militar, justificou a decisão com base no artigo 255 do Código Penal Militar, pelos seguintes critérios: garantia da ordem pública; periculosidade do indiciado; segurança da aplicação da lei penal militar; e exigência da manutenção das normas ou dos princípios de hierarquia e disciplina militar. 

A audiência de custódia deveria ter sido realizada na terça-feira (16), porém o sargento passou mal e precisou ser ser hospitalizado. Segundo o TJM-SP, ele só foi liberado na noite desta quinta-feira (18). Atualmente, está detido no presídio Romão Gomes, exclusivo para policiais militares.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Ao R7, o advogado de defesa, Rogério Augusto Dini Duart, afirmou que vai recorrer da decisão "por entender que os requisitos que autorizam a prisão cautelar não estão presentes no caso" e entrar com um pedido de habeas corpus. 

Relembre o crime

Na segunda-feira, Gouveia invadiu a 3ª Companhia do 50º Batalhão do Interior e atirou contra o capitão Josias Justi de Conceição Júnior e o sargento Roberto Aparecido da Silva. O atirador tinha problemas com a nova escala de plantão.

O atirador era conhecido por ser um policial "gentil", "de família" e "um exemplo de cidadão". É o que mostram alguns dos comentários do vídeo "Enquadros mais gentis do Brasil", do canal Bold Crazy, com mais de 949 mil visualizações no YouTube, 28 mil curtidas e centenas de observações sobre a conduta de agentes da polícia filmados durante abordagens.

Últimas