Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

SP começa a vacinar crianças de 6 meses a 2 anos contra Covid-19 na próxima quinta-feira

O esquema vacinal será de três doses, com a segunda aplicada após um intervalo de quatro semanas 

São Paulo|

Vacinação contra Covid-19
Vacinação contra Covid-19 Vacinação contra Covid-19

A cidade de São Paulo vai começar na próxima quinta-feira (17) a vacinação contra a Covid-19 de crianças na faixa etária entre 6 meses e menos de 3 anos (2 anos, 11 meses e 29 dias). Inicialmente, serão aplicadas doses para as crianças indígenas e com comorbidades. Nas últimas semanas, o Brasil tem enfrentado uma nova onda do coronavírus e médicos têm alertado sobre a necessidade de ampliar a cobertura vacinal.

A capital paulista administrará cerca de 34 mil doses da vacina Pfizer pediátrica, ou Pfizer Baby, que serão distribuídas para todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) na quarta-feira (16).

O esquema vacinal será de três doses, com a segunda aplicada após um intervalo de quatro semanas (28 dias) da primeira e, subsequentemente, a terceira depois de oito semanas (56 dias).

Os responsáveis pelas crianças deverão apresentar comprovantes, dentro da validade, da condição de risco, com identificação da criança e carimbo do médico com número do CRM (Conselho Regional de Medicina).

Publicidade

Os horários de vacinação serão de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 19 horas, nas UBSs e aos sábados nas UBSs integradas. Caso haja doses remanescentes, as crianças dessa idade sem comorbidades poderão receber o imunizante, mas devem ser moradoras da região, com apresentação de comprovante de endereço requerido em inscrição prévia.

O jornal O Estado de S. Paulo mostrou, porém, que a quantidade de doses repassadas para a Secretaria da Saúde paulista é suficiente para imunizar apenas um terço das crianças com comorbidade no Estado de São Paulo.

Publicidade

O número de doses pediátricas da Pfizer enviadas pelo Ministério da Saúde ao Estado foi de 206 mil. Em São Paulo, 195 mil crianças se enquadram no público-alvo. Como a imunização se completa com a aplicação de três doses, só 68 mil pequenos poderão receber o imunizante.

Em setembro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou a aplicação do imunizante pediátrico da Pfizer para todas as crianças na faixa etária de 6 meses a 2 anos, 11 meses e 29 dias. O Ministério da Saúde, porém, só entregou os lotes de vacina nesta semana e optou por restringir a administração do produto ao público com comorbidades.

Publicidade

Desde o início da pandemia, a gestão Jair Bolsonaro tem sido alvo de queixas pela demora na compra e na liberação das vacinas cuja segurança e eficácia foram postas em xeque várias vezes pelo próprio presidente da República.

Entidades científicas e a OMS (Organização Mundial da Saúde), no entanto, já confirmaram a segurança e a eficácia dos imunizantes com base em acompanhamento e pesquisas.

A capital paulista também continua aplicando os imunizantes anti-Covid aos demais grupos pediátricos e também em adolescentes e adultos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.