Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Suspeitos de integrarem quadrilha especializada em sequestros do Pix são presos na zona leste de SP

Segundo a polícia, quatro detidos confessaram participação no grupo criminoso

São Paulo|Letícia Assis, da Agência Record

Abordagem aconteceu durante patrulhamento da polícia
Abordagem aconteceu durante patrulhamento da polícia Abordagem aconteceu durante patrulhamento da polícia

Quatro pessoas foram presas, sendo três homens e uma mulher, suspeitas de integrarem uma quadrilha especializada em sequestros do Pix, na região de Itaquera, zona leste de São Paulo, na noite desta quarta-feira (31).

Policiais estavam em patrulhamento quando avistaram um homem e uma mulher em atitude suspeita dentro de um Fiat Uno Way, por volta das 18h30.

Após consultar a placa do veículo, os agentes descobriram que o automóvel possuía uma denúncia a respeito de envolvido em sequestro na região.

Com as informações, os policiais realizaram a abordagem ao casal. Questionados, os suspeitos confessaram que faziam parte de uma quadrilha que aplicava golpes via Pix.

Publicidade

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Durante a ocorrência, o homem detido informou à polícia sobre um local que o grupo utilizava há cerca de dois meses como central para aplicar os golpes.

Por volta das 19h, os policiais foram ao endereço indicado e, no imóvel, localizaram outros dois suspeitos.

Publicidade

No local, foram localizados 19 aparelhos celulares, dois notebooks e diversos chips de celular, que foram apreendidos.

Ainda de acordo com a polícia, a quadrilha possuía divisões específicas para cada membro do grupo.

Publicidade

Entre os detidos, um dos homens era responsável por conseguir as informações sobre a conta e o saldo bancário das vítimas.

Um segundo envolvido, então, entrava em contato com as pessoas escolhidas para o golpe, se passando pelo instituição bancária em que a vítima possuía conta.

Em seguida, os suspeitos informavam sobre uma suposta fraude bancária. Por isso, seria necessário o cancelamento da conta.

Para enganar a vítima e tentar validar as informações, os criminosos enviavam extratos falsos, feitos por um dos integrantes, solicitando que a pessoa devolvesse o valor de uma transação.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.