Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

O que é H. pylori? Conheça os sintomas e tratamento da doença do cantor Nattan

Nattan anunciou na noite de segunda-feira, 1º, uma pausa na carreira. O cantor de 24 anos foi diagnosticado com a bactéria H. pylori...

Saúde|

Nattan dará pausa na carreira para cuidar de H. pylori
Nattan dará pausa na carreira para cuidar de H. pylori Nattan dará pausa na carreira para cuidar de H. pylori (Reprodução/Instagram @nattan)

Nattan anunciou na noite de segunda-feira, 1º, uma pausa na carreira. O cantor de 24 anos foi diagnosticado com a bactéria H. pylori há três meses. Segundo ele, os remédios que os médicos lhe passaram têm prejudicado suas cordas vocais.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Assine a newsletter R7 em Ponto

Como o Estadão mostrou, muitas pessoas carregam a H. pylori em seus estômagos sem consequências negativas, mas, para algumas, ela pode se mover para a camada de muco do estômago e causar uma série de problemas, desde inflamação até úlceras e câncer.

Publicidade

Muitas pessoas que têm a H. pylori provavelmente a contraíram durante a primeira infância por meio de contato, como compartilhar alimentos ou respirar aerossóis liberados pelo vômito. Ela também pode ser transmitida através de alimentos que não foram limpos ou cozinhados de forma segura, ou através de água contaminada com a bactéria.

Quais os sintomas da H. Pylori?

A H. pylori é mais prevalente em certas partes do mundo, como África e Sul da Ásia. Na população brasileira há um alto número de indivíduos com H. Pylori, mas a porcentagem de pessoas que irá desenvolver um câncer, por exemplo, é bastante pequena. A atenção maior deve surgir nos casos diagnosticados com a associação da presença da bactéria e outras doenças, como a gastrite atrófica e a metaplasia intestinal.

Publicidade

Um gastroenterologista pode solicitar um exame especializado para caracterizar melhor a doença. Entre os principais sintomas estão dificuldade de deglutição, perda de peso, vômitos, má digestão, dor de estômago e náuseas.

Alguns estudos sugerem que sintomas como arroto em excesso e refluxo podem ser controlados com mudanças na dieta, como comer muitas frutas e vegetais ou diminuir a ingestão de sal. Há também um tratamento: uma alta dose de antibióticos e bloqueadores de ácido ingeridos por vários dias.

O Estadão já mostrou também que as úlceras pépticas ocorrem quando feridas abertas se formam no revestimento protetor do estômago ou no início do intestino delgado. Elas são causadas por H. pylori ou pelo uso de anti-inflamatórios não esteroides, como aspirina, ibuprofeno e naproxeno, especialmente quando tomados em doses mais altas ou por longos períodos de tempo, embora as sensibilidades individuais possam variar. Com o tempo, tanto a H. pylori quanto os anti-inflamatórios não esteroides podem quebrar a mucosa do revestimento do intestino, gerando o desenvolvimento de uma úlcera.

Alguns estudos sugerem que a H. pylori pode ser benéfica para o esôfago ou proteger contra a asma. Mas, especialistas apontam que as pessoas que têm problemas estomacais e testam positivo para H. pylori devem optar por antibióticos.

Como é o tratamento?

As úlceras causadas por infecções de H. pylori são tratadas com antibióticos, e as causadas por anti-inflamatórios não esteroides são tratadas interrompendo seu uso. (Se você precisar de analgésicos de venda livre nesse ínterim, seu médico pode recomendar uma alternativa, como paracetamol).

Medicamentos inibidores da bomba de prótons que reduzem a secreção de ácido estomacal (como Prilosec) também são prescritos a curto prazo para permitir que as úlceras se cicatrizem, ou a longo prazo se você precisar tomar anti-inflamatórios não esteroides regularmente.

Em um vídeo postado em suas redes sociais, Nattan explicou os efeitos colaterais do tratamento a que está sendo submetido. "Comecei esse tratamento muito intensivo com antibióticos muito fortes. Catorze dias de remédios. E esses remédios me deram muito refluxo, e o que eu tomava para refluxo, não conseguia administrar com os antibióticos da H. Pylori. Isso me causou bastante edema nas minhas cordas vocais", disse, sem cravar nenhuma data para seu retorno aos palcos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.