Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Tecnologia e Ciência
Publicidade

Homem é condenado a 1 ano de prisão por tapa em esposa ao vivo no TikTok

A decisão foi uma surpresa, já que a mulher não fez nenhuma denúncia de agressão, mas a punição foi aplicada por se conhecer a autoria

Tecnologia e Ciência|Do R7

A agressão ocorreu durante uma live na plataforma do TikTok
A agressão ocorreu durante uma live na plataforma do TikTok A agressão ocorreu durante uma live na plataforma do TikTok

Um homem foi condenado a um ano de prisão na Espanha por ter dado um tapa na esposa durante uma transmissão ao vivo no TikTok. A decisão foi anunciada pelo tribunal nesta segunda-feira (27).

Na sentença publicada, um tribunal da cidade de Soria, no norte do país, considerou o réu culpado do crime de violência contra mulheres.

Os fatos ocorreram na noite de 27 para 28 de janeiro, quando ela participava de uma transmissão com três amigos para milhares de pessoas, e o marido a agrediu com força suficiente para virar seu rosto e levá-la às lágrimas.

"O acusado, de forma pública e notória, diante de milhares de pessoas, agrediu a sua mulher, com a intenção de atentar contra a sua integridade física e humilhá-la em público", concluiu o tribunal.

Publicidade

A magistrada que proferiu a sentença lembrou que "nos crimes de violência de gênero não é necessária a denúncia da vítima, devendo a punição ser aplicada logo que se conheça a autoria". Esta regra é importante, já que o réu se recusou a responder aperguntas durante o julgamento e sua esposa o defendeu.

"O simples fato de o tapa ter sido transmitido ao vivo é suficiente para que o poder público amplie o âmbito de proteção da vítima, independentemente de ela se reconhecer como tal", continua a sentença.

Publicidade

A conduta do homem, segundo a magistrada, "merece a pena máxima a ser aplicada, uma vez que o acusado não é capaz de respeitar a sua mulher, nem mesmo em público".

O tribunal condenou o homem a se afastar da vítima por três anos e o proibiu de falar com ela e de comprar armas durante esse período.

Publicidade

Há duas décadas, a Espanha fez do combate à violência contra as mulheres uma de suas prioridades. Em 2004, o Parlamento aprovou a primeira lei na Europa que considera o gênero da vítima uma circunstância agravante em casos de violência.

CONFIRA TAMBÉM: A Nasa tem uma foto para o dia em que você nasceu. Saiba como ver

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.