Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

AGU pede a plataformas digitais que removam posts com fake news que associam Dino a irmãos Brazão

Conteúdo é confirmado como falso por agências de checagem; foi pedida a a remoção de 136 postagens com desinformação

Brasília|Do R7, em Brasília

Irmãos Brazão são suspeitos de mandar matar Marielle
Irmãos Brazão são suspeitos de mandar matar Marielle Irmãos Brazão são suspeitos de mandar matar Marielle (Alerj/Agência Brasil - Arquivo)

A AGU (Advocacia-Geral da União) encaminhou nesta quarta-feira (27) notificações extrajudiciais às plataformas digitais Facebook, X (antigo Twitter) e Kwai, para a remoção de publicações com fake news que associam o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Flávio Dino aos irmãos Brazão.

O deputado federal Chiquinho Brazão e o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro Domingos Brazão, foram presos por suspeita de envolvimento no assassinato da ex-vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes.

No conteúdo, já atestado como falso por agências de checagem, Dino aparece em vídeo ao lado do então governador eleito do Maranhão, Carlos Brandão, mas os textos que acompanham a gravação afirmam que a pessoa junto do ministro do STF seria um dos dois suspeitos.

A PNDD (Procuradoria Nacional da União de Defesa da Democracia) pediu a remoção de 136 postagens, sendo 79 no Facebook, 40 no X e 17 no Kwai, que alcançaram cerca de um milhão de visualizações e começaram a circular nas três plataformas em 24 de março, logo após a prisão dos suspeitos.

Segundo a AGU, as postagens seguem acessíveis aos usuários. A procuradoria pede que as publicações sejam removidas em um prazo de até 24 horas ou que pelo menos sejam identificadas pelas próprias plataformas como falsas.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.