Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Após destruição, Congresso e STF ficarão fechados nesta segunda (9)

Os prédios foram invadidos e depredados por manifestantes radicais contrários ao resultado das eleições de 2022

Brasília|Camila Costa, do R7, em Brasília

Manifestantes durante ato antidemocrático na Esplanada dos Ministérios
Manifestantes durante ato antidemocrático na Esplanada dos Ministérios Manifestantes durante ato antidemocrático na Esplanada dos Ministérios

Após o ataque ao Congresso Nacional, ao Palácio do Planalto e ao prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) por manifestantes radicais neste domingo (8), os locais ficarão fechados nesta segunda-feira (9) para perícia e avaliação dos prejuízos. A estrutura interna e externa de todos os edifícios foi danificada, mas as autoridades ainda não sabem o tamanho do prejuízo.

Não será permitida a entrada na sede do STF. Em nota assinada pela presidente do Supremo,a ministra Rosa Weber, o Supremo lamentou o episódio. “O edifício-sede do Supremo Tribunal Federal, patrimônio histórico dos brasileiros e da humanidade, foi severamente destruído por criminosos, vândalos e antidemocratas. Lamentavelmente, o mesmo ocorreu no Congresso Nacional e no Palácio do Planalto. As sedes dos Três Poderes foram vilipendiadas”, diz uma parte do documento.

A Câmara dos Deputados informou que não haverá expediente e a “entrada na Casa ficará restrita a pessoas previamente convocadas ou autorizadas pela Diretoria-Geral”.

Ataques a Brasília

Vídeos publicados nas redes sociais mostram o momento em que os manifestantes subiram a rampa do Congresso Nacional e invadiram a parte superior do edifício, onde ficam as cúpulas do Senado Federal e da Câmara dos Deputados, além do Salão Verde, localizado dentro do prédio.

Publicidade

Depois, o grupo tentou invadir, com sucesso, o Palácio do Planalto, sede da Presidência da República, local onde o presidente despacha, em Brasília. O petista não estava na capital federal nesse momento, e sim em Araraquara, para visita solidária ao município do interior paulista após os estragos causados pelas chuvas.

Manifestantes invadiram, ainda, o edifício do STF. No local, vidros foram quebrados, e objetos, destruídos nas dependências da Corte. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram inicialmente que a porta que o ministro Alexandre de Moraes utiliza para guardar a toga foi arrancada.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.