Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

CNA visita produtores rurais para avaliar danos das enchentes no Rio Grande do Sul

Iniciativa faz parte do SuperAção Agro Rio Grande do Sul; prejuízo estimado na produção agropecuária no estado é de cerca R$ 3 bi

Brasília|Do R7, em Brasília

Missão do Sistema CNA/Senar visita produtores rurais no RS (CNA/Divulgação)

Produtores rurais afetados pelas chuvas e enchentes no Rio Grande do Sul receberam nesta quarta-feira (29) a visita de integrantes da missão do Sistema CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) e Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). O objetivo foi discutir as demandas dos produtores, avaliar as perdas e as dificuldades para retomar a produção e comercialização de alimentos. Segundo o último relatório da Defesa Civil do estado, divulgado às 18h desta quarta-feira, 2.347.664 de pessoas foram afetadas pelas chuvas e 581.638 estão desalojadas.

De acordo com a Farsul (Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul), é estimado que o prejuízo na produção agropecuária do estado é de cerca de R$ 3 bilhões até o momento. “Há regiões em que se perdeu praticamente toda a lavoura de soja. Em outras partes do estado, atividades como suinocultura, avicultura e pecuária leiteira foram mais afetadas”, explicou Gedeão Pereira, presidente da Farsul.

Além disso, há ainda produtores que estavam em plena fase de colheita quando as enchentes ocorreram, o que agravou ainda mais a situação. “O contato direto com os produtores é fundamental para definirmos de que forma podemos ajudar. Alguns precisam recuperar suas casas e terras, recuperar o solo, até que possam retomar suas atividades”, afirmou o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara. A missão esteve na área rural de Rolante, Gramado, Santa Tereza e Bento Gonçalves.

A iniciativa da CNA/Senar faz parte do programa SuperAção Agro Rio Grande do Sul, que visa reconstruir e recuperar a atividade agropecuária no estado. As equipes do Senar se comprometeram a ajudar os produtores em todos os estágios das necessidades produtivas, desde o inventário das perdas e a manutenção de maquinários até a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG).

Para apoiar essa recuperação, o Senar vai disponibilizar R$ 100 milhões em ações que incluem o envio de 300 profissionais, entre técnicos e instrutores de vários estados, para reforçar a equipe já presente no Rio Grande do Sul.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.